RETRO GAMES BRASILConectar-se

Compartilhe

descriptionA verdadeira história por trás da música Jeremy - Pearl Jam

more_horiz
Eu sempre gostei dessa musica do Pearl Jam. Acho a letra intensa, a melodia e a linha do vocal são geniais e entregam exatamente aquilo que a canção pede. Dentro do aspecto técnico ela é perfeita: A medida que se aproxima do final, ela vai aumentando a intensidade até que chega ao clímax, e uma vez que termina deixa a sensação de que um trator passou por cima de ti e tu nem conseguiu ver direito.

É, de maneira geral eu presto atenção a cada detalhe das musicas e dos sentimentos que elas passam. Pra mim, a musica é algo pra ser sentido pelo corpo inteiro, desde a vontade de tocar um riff junto, até aquele arrepio que algumas delas passam. Outras transmitem uma certa raiva que as vezes me deixam com a sensação de desabafo até.

Como esse som do Pearl Jam me deixava com um sentimento meio único, resolvi pesquisar mais a fundo sobre ela e me impressionei com o que vi.

Espero que vocês gostem tanto quanto eu.

Jeremy tem praticamente 3 clipes, um deles foi feito da maneira que a banda queria e acho que de forma diferente, ela entrega exatamente o mesmo sentimento dos outros dois clipes. Eis a versão original:



O diretor desse vídeo gostou tanto da ideia que ele vendeu a maioria das coisas que tinha pra bancar a produção do vídeo, que infelizmente foi rejeitado pela gravadora. Uma pena, já que ele demonstra bem o que a banda queria passar.

Há a versão não censurada, que não é muito diferente da versão oficial: Ela apresenta os alunos fazendo uma saudação Nazista na sala de aula, com o ator que interpreta o Jeremy um pouco mais afastado da classe, fazendo a mesma saudação. Também, o final dele é diferente: Jeremy entra na sala e aparece claramente colocando a arma na boca e efetuando o disparo. Essas duas cenas foram cortadas na versão da mtv americana.


E por ultimo, temos a versão oficial, que acabou por gerar duvidas e mal entendidos que prejudicaram a banda:



Nessa versão a saudação nazista é mais curta, e não aparece no final tão bem o aluno colocando a arma na boca. O que gerou problemas uma vez que as pessoas interpretaram que o aluno entrou na sala e atirou nos colegas (eles ficam sujos de sangue após o suicídio, o que provavelmente ajudou nessa interpretação).

Na minha opinião o clipe oficial NÃO CENSURADO, feito pela gravadora é o melhor. O que muita gente não sabe é que ele é baseado numa história real, que aconteceu em uma escola do Texas nos anos 90.

Quem foi Jeremy?



O verdadeiro Jeremy



Sabe este garoto na imagem acima? Ele nasceu em 1975, na cidade de Richardson no Texas, e seus pais resolveram chamá-lo de Jeremy, Jeremy Wade Delle. Em 8 de janeiro de 1991, por volta das 9:45 da manhã, Jeremy chegou atrasado na escola, sua professora então mandou o jovem até a direção para que este pegasse uma autorização devido ao atraso.

Ele saiu da sala e voltou com um revolver .357 Magnum, foi até a frente da classe e anunciou “Senhorita, eu peguei o que tinha ido buscar”, colocou o cano da arma na boca, e puxou o gatilho antes que a professora ou alguém de sua turma pudessem fazer alguma coisa.

Brian Jackson, de 16 anos, disse que estava abrindo o seu armário no corredor, quando ouviu um barulho, como o de alguém largando um livro pesado sobre a mesa. “Eu achei que estavam encenando alguma peça pra um trabalho ou coisa parecida. Mas então eu ouvi muitos gritos e uma menina loira saiu da classe chorando desesperada.”

Assustado porém curioso, Brian foi ver dentro da sala o que estava acontecendo quando viu o corpo de Jeremy no chão, sangrando. “A professora estava contra a parede, chorando e tremendo… Algumas pessoas estavam segurando ela, porque ela parecia estar quase desmaiando”.
Outro estudante, Howard Perre Felman, do 3° ano, estava numa aula de política quando ouviu o tiro. No começo os colegas fizeram piada do barulho, imaginando ser alguém aprontando alguma brincadeira. “Mas então escutamos uma menina gritar correndo pelo corredor. Era um grito de desespero, vindo do coração, emocionado.”

Jeremy tinha apenas 15 anos e poucos alunos conheciam ele, pois tinha entrado na escola há apenas 4 meses. Eles o descreveram como “muito tímido” e era conhecido por sempre aparentar que estava triste.

“Ele era muito quieto, e agia estranho algumas vezes, agia como se tivesse uma tristeza muito grande”
Koury Kashiem, 15 anos

“A gente ficava trocando bilhetes [na sala de suspensão], e ele falava da vida e coisas assim. Ele assinava todos os bilhetes com ‘Responda’, mas na segunda-feira, ele escreveu, ‘Até mais tarde’. Eu não sabia o que pensar daquilo. Mas nunca imaginei que isso fosse acontecer”.
Lisa Moore,16 anos

“Nunca pareceu que havia algo de errado com ele.. Ele sempre fazia piada de tudo.”
Sean Forrester, 17 anos


Jeremy era filho de Joseph R. Delle, com quem ele vivia, e de Wana Crane. O casal se divorciou em 1979. Após o ocorrido, o Sr. Delle não pôde ser achado, enquanto a Sra. Crane, através de um porta-voz, não quis comentar.
O diretor Jerry Bishop disse que Jeremy assistia às aulas esporadicamente, e que tinha se encontrado com o rapaz e seu pai para discutir o problema. A polícia disse que Jeremy havia conversado com seu pai, pedindo ajuda, mas não puderam detalhar.

Segundo a polícia, Jeremy tinha premeditado tudo, pois havia deixado um bilhete suicida com um colega de classe. Os investigadores não quiseram revelar o conteúdo do bilhete. O sargento disse que a polícia não faz a mínima ideia de como o jovem conseguiu a arma nem do porquê de ter se matado em plena sala de aula lotada. Os colegas de Jeremy que presenciaram o suicídio ficaram traumatizados e necessitaram ser recolhidos a uma outra sala para ajuda psicológica.

Após lançar a canção “Jeremy” em tributo ao garoto, Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, falou sobre a música em uma entrevista:

“A música veio de uma pequena manchete num jornal. […] você se mata e faz o maior sacrifício que poderia fazer, sacrificando sua própria vida e seu futuro tentando assim se vingar de tudo, da própria vida, de todos… Mas tudo que se pode conseguir fazendo isso é virar uma manchete de jornal, como aconteceu com Jeremy. […] ele se matou e nada mudou, nada muda.. O mundo continua e você se foi. A melhor vingança é viver, e provar a você mesmo que você é capaz. Seja mais forte que essas pessoas. Então você pode dar as costas e ver como o mundo mudou.”



Informações acima retiradas do site: https://minilua.com/por-trs-da-msica-jeremy-15/


A história acabou virando música conhecida mundialmente e, quase 30 anos depois, Wanda Crane, a mãe do garoto resolveu se pronunciar: em entrevista ao canal WFAA, afiliada da ABC no Texas. E ela deu a seguinte declaração: “O dia em que ele morreu não define a sua vida. Ele era um filho, um irmão, um sobrinho, um primo, um neto, um amigo. Ele era maravilhoso”.
Ela segue contando sobre o dia do ocorrido: “Eu estava trabalhando quando soube da notícia. Não acreditei na hora. Eu estava em choque. Não poderia ser meu filho, eu iria pegá-lo na escola naquela tarde”.
Depois disso, Wanda passou a liderar um grupo em sua igreja, grupo este voltado para pessoas que estão sofrendo. Era uma forma de ela lidar com a dor pela perda do filho ainda muito jovem.
Como na letra escrita por Eddie Vedder, o garoto gostava de desenhar, tornando-se um talentoso artista já cedo: aos 7 anos ele havia ganho um prêmio por desenhar um elefante em tons de cinza.
A reportagem ouviu também Brittany King, colega de classe de Jeremy e que presenciou toda a cena. Ela diz que todos correram para o fundo da sala, com medo. E sobre a música, ela afirmou categoricamente:
“Eu fiquei com raiva quando eles escreveram esta música. Eu pensei: ‘Você não sabe, você não estava lá. Essa história não é exata'”.



Vedder, que escreveu a letra após ter lido no jornal a notícia do suicídio, já declarou em diversas entrevistas que sempre pensa no garoto quando canta. Já a mãe de Jeremy preferiu não se manifestar sobre a homenagem da banda.
Informações acima retiradas do site: http://roadie-metal.com/pearl-jam-a-historia-por-tras-da-letra-de-jeremy-mae-do-garoto-quebra-o-silencio-apos-quase-30-anos-do-suicidio/
Enfim, depois de descobrir um pouco mais sobre a história dessa musica que acho muito foda (e agora ainda mais) achei que mais gente deveria conhecer. Espero que gostem.
A parte triste disso é que depois do Clipe do Pearl Jam o pai do garoto teve que meio que "sumir" uma vez que as pessoas começaram a enviar mensagens contra ele. Lamentável.

Letra de Jeremy:
At home, drawing pictures
Em casa, desenhando figuras


Of mountain tops, with him on top, lemon yellow sun
De topos de montanhas, com ele no topo, Sol amarelo limão

Arms raised in a “v”, and the dead lay in pools of maroon below
Braços erguidos em “v”, e os mortos estendidos em poças de cor marrom embaixo deles

Daddy didn’t give attention, to the fact, that mommy didn’t care
Papai não deu atenção, para o fato, de que a mamãe não se importava

King jeremy the wicked, ruled his world
Rei jeremy, o perverso, governou seu mundo

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje
 
Clearly I remember, picking on the boy
Me lembro claramente, perseguindo o garoto

Seemed a harmless little fuck, but we unleashed a lion, gnashed his teeth 
Parecia uma sacanagem inofensiva, mas nós libertamos um leão, que rangeu os dentes

And bit the recess ladies breast, how could I forget? 
E na hora do intervalo quebrou a fama de maricas, como eu poderia esquecer

And he hit me with a surprise left, my jaw left hurting, dropped wide open 
E me acertou com um soco de esquerda de surpresa, meu maxilar ficou machucado, ceslocado e aberto

Just like the day, like the day I heard
Assim como no dia, no dia em que ouvi

Daddy didn’t give affection
Papai não dava carinho

And the boy was something, that mommy wouldn’t wear 
E o garoto era algo, que mamãe não vestiria

King jeremy the wicked, ruled his world
Rei jeremy, o perverso, governou seu mundo

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje
 
Try to forget this, try to erase this, from the black board 
Tente esquecer isto, tente apagar isto, do quadro negro

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje


O vídeo ganhou quatro MTV Video Music Awards em 1993, incluindo o de "Melhor Clipe do Ano", "Melhor Clipe de Banda", "Melhor Clipe de Rock" e o de "Melhor Direção"

Última edição por Guitto em Qui 03 Jan 2019, 14:12, editado 4 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi

descriptionRe: A verdadeira história por trás da música Jeremy - Pearl Jam

more_horiz
Boa musica, bom topico

Vedder é perseguido por suicidios, varioss amigo da epoca dele ja fumaram 12 né, o ultimo foi o cornell

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: A verdadeira história por trás da música Jeremy - Pearl Jam

more_horiz
@Antonio Neto escreveu:
Boa musica,  bom topico

Vedder é perseguido por suicidios, varioss amigo da epoca dele ja fumaram 12 né,  o ultimo foi o cornell


O caso do Cornell é um pouco diferente né, há a suspeita de que os remédios que receitaram pra ele fizeram ele cometer suicídio. Mas de qualquer maneira, não deixa de ser um fato. Do movimento grunge que surgiu nessa época, só o Vedder tá vivo: Layney, Kurt e Cornell se foram.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi

descriptionRe: A verdadeira história por trás da música Jeremy - Pearl Jam

more_horiz
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum
reply