Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Sonymaster
Semi-amador
Semi-amador
Mensagens : 547
RetroPontos : 965
Data de inscrição : 29/10/2017
Idade : 38

Criador do infame Hong Kong 1997, o pior jogo do mundo, quer que você esqueça do game

em Ter 12 Jun 2018, 12:10
Hong Kong 1997, um verdadeiro clássico da indústria dos video games, ou para os mais novos que nunca ouviram falar dele: O pior game de todos os tempos. Esse foi um game lançado há mais de 20 anos atrás para o Super Famicom e que até hoje é relembrado pelo quão bizarro (e ruim) ele é. Mas para o criador do game, já é hora de todos nós esquecermos sua existência.

Para você que nunca ouviu falar do game, aqui vai uma pequena sinopse: Você controla Chin, um homem com a cara do Jackie Chan, uma máquina de matar que, sozinho, matou 1,2 bilhão de comunistas do planeta! Isso mesmo, 1,2 bilhão! E que é chamado mais uma vez para ativa para matar ainda mais “ugly reds”!


A South China Morning Post, um jornal em inglês de Hong Kong entrou em contato e entrevistou Yoshihisa Kurosawa, o criador do game e perguntou sobre seu desenvolvimento.

Segundo Korosawa, seu objetivo sempre foi o de criar o pior game possível para zombar da indústria de video games. Segundo ele, seu sonho antigamente era trabalhar com video games, mas ele não gostava da Nintendo por causa do formato “obsoleto” e “muito parecido entre si” de seus games e personagens. Um dia, em uma viagem por Hong Kong, ele teve acesso a computadores capazes de copiar games em disquetes e decidiu criar o seu game como uma piada, escolhendo Hong Kong como cenário e o ano de 1997 por duas razões em especial.


A primeira era por que ele estava ansioso pela chegada desde ano (o game foi lançado em 95) e na época a China era um país “selvagem”, o que fez imaginar como seriam ambas as coisas juntas. Kurosawa não sabia programar, então pediu uma ajuda a um amigo que trabalhava para a Enix (no passado a SquareSoft e a Enix eram produtoras independentes, antes de se fundirem na atual Square Enix) e em apenas dois dias o game já estava pronto, dois dias sem dinheiro, permissões para o game e muito álcool. As imagens de Jackie Chan e de Deng Xiaoping (secretário-geral do Partido Comunista Chinês, que inclusive faleceu em 1997) foram recortadas de pôsteres e inseridas no game.


Para distribuir sua obra, Kurosawa escreveu artigos para revistas de games pouco famosas através de pseudônimos para atrair atenção ao game, e usou um serviço de vendas por correio para vender o game. Segundo o próprio criador, seu trabalho era como o de um ladrão. O game então foi lançado e o resto é história.

Porém, com a criação e popularização dos emuladores, Kurosawa foi bombardeado com perguntas vindas de todo o lado sobre o game, evitando todas por todos esses anos. E segundo o próprio, já é hora de botar um fim na fama do game. Em suas palavras: “Meu objetivo era simplesmente criar um game vulgar e eu achei que seria divertido que seu gameplay fosse um fracasso, mas honestamente, eu apenas desejo que as pessoas esqueçam esse game de uma vez por todas”.


Uma coisa posso afirmar, vai ser difícil para esse game ser esquecido um dia! Mas pelo menos, enfim conhecemos a história por trás desse, que é tido como o pior game de todos os tempos! E se você quiser conhecer mais sobre ele, confira nosso artigo especial sobre Hong Kong 1997!

Fonte: Siliconera
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum