Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28342
RetroPontos : 16490
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 14:02

Executivo da Bethesda diz que falta de jogos no Wii U é culpa da própria Nintendo

"Pete Hines novamente ataca a Nintendo, e diz que a Big N não possui suporte das thirds como deveria, devido à empresa não ter feito o que a Sony e Microsoft fizeram com o PS4 e Xone. Mesmo após dizer que a Bethesda não está nem aí pro Wii U, agora Hines que é o presidente da empresa, solta ainda mais o verbo.


Em um dos episódios do GameTrailer’s Bonus Round, Hines respondeu sobre o porque de muitas thirds como a Bethesda terem deixado o Wii U de lado.

“O tempo de se convencer os desenvolvedores e publishers em dar suporte ao Wii U já passou,” disse Hines.

“Você precisa fazer como a Sony e a Microsoft estão fazendo conosco por tanto tempo, e não se trata de sempre que encontramos com eles que teremos todas as respostas que queremos, mas eles conseguem nos envolver muito cedo, e falando para desenvolvedoras como a Bethesda ou a Gearbox (de Borderlands), eles dizem: ‘aqui está o que estamos fazendo, aqui está o que estamos planejando, é dessa forma que pensamos e é assim que vamos trabalhar.'

Hines ainda disse que quem produz os consoles precisa investir uma quantidade considerável de tempo conversando com as empresas que poderão se interessar em produzir conteúdo para seus video games, para que eles possam demonstrar que todo aquele hardware produzido poderá suprir a necessidade de criação do produtor e desenvolvedor. Caso contrário  eles não ficarão interessados, e acontecerá como aconteceu com o Wii U.

“Se você apenas decidir que irá fazer uma caixa, que irá funcionar assim e assado e faça jogos pra ela, eu digo: Não. Não é minha resposta,” disse Hines.

“Eu vou focar nos outros que se encaixam melhor para aquilo que estamos tentando fazer. Então, você precisa investir mais tempo tentando chegar em todos os desenvolvedores, antes mesmo de fazer o console, quando você ainda está projetando e pensando em como ele irá funcionar.”




The Secret Developers: Wii U - the inside story


"Eu estava lá quando a Nintendo mostrou o Wii U aos desenvolvedores, trabalhei extensivamente no hardware e ajudei a produzir um dos melhores títulos de terceiros. Agora, como o destino do hardware parece incerto após um segundo Natal de vendas decepcionantes, queria contar a história do que realmente era trabalhar com o console e com a Nintendo, e talvez dar algum contexto ao que ocorreu com a máquina e seus títulos de terceiros.
 

Mas primeiro, voltemos ao começo. A gênese de uma nova consola de jogos geralmente segue um padrão. Inicialmente, há um período prolongado de pesquisa e desenvolvimento internamente dentro de um fabricante onde os objetivos e projetos de hardware são esboçados. Estes passam por um processo de refinamento com os fabricantes de peças de hardware, com base na tecnologia e, obviamente, no custo.


Uma vez que o projeto de hardware básico foi devidamente escrutinado, as equipes internas de software (SDK) se envolvem em escrever o código inicial / drivers e os testes necessários para executar o hardware. Uma vez que as equipes estão felizes com o hardware, custo e cronogramas, as empresas começam a sair e conversar com os desenvolvedores sobre o novo hardware."


"Após o feedback inicial, os "tours de estúdio" começam, conversando com editores de terceiros selecionados: Ubisoft, Take-Two e EA, que os detentores da plataforma precisam seduzir a fazer jogos para seus consoles. Sem jogos, e os rendimentos que eles fornecem, o console logo começa a perder dinheiro, tornando-se um laço em torno do pescoço do fabricante.





As principais mudanças neste ponto são raras, a menos que sejam coisas que podem ser alteradas através de mudanças de software (velocidades de clock, tempo de espera do sistema OS, etc.) ou podem ser "facilmente" adicionadas ao design de hardware, por exemplo trocando um conjunto de módulos de memória para outro de maior capacidade.

É aí que eu entrei.

Quando me disseram que a Nintendo entrou no escritório para uma reunião, eu já poderia adivinhar sobre o que eles estariam falando. Os rumores circulavam por semanas sobre um hardware novo, mas nada concreto tinha sido dito. Depois de assinar as várias NDAs, todos nos reunimos em uma sala para ouvir a apresentação.


Começou da maneira usual com um olhar para trás sobre o quão bem sucedido o Wii tinha sido e  quais eram suas intenções para o novo hardware. Eles queriam um console que fosse do mesmo tamanho que o Wii e não fizesse muito barulho, então "uma mãe não se importaria de ter na sala de estar". Foi durante esta afirmação que silenciosos sinos de alarme começaram a tocar no meu cérebro, mas eu os ignorei e continuei assistindo a apresentação. O campo mudou-se para o habitual "precisamos de sua ajuda para garantir que o Wii U seja um sucesso e você pode nos ajudar (Nintendo) ao longo do caminho". Essas palavras acabaram tendo mais significado do que nós, ou os apresentadores, poderiam ter previsto.


Em seguida, o novo controle foi mostrado como um protótipo falso, completo com um vídeo brilhante mostrando como ele poderia ser usado nos jogos como uma série de maquetes, o que parecia emocionante. Nesse ponto, todos nós consideramos como poderíamos usar o controlador em nossos jogos. Mas então eles revelaram os detalhes internos do console e percebi o motivo dos meus alarmes anteriores.
Se a Nintendo queria que o hardware tivesse um tamanho pequeno e fosse silencioso, eles precisavam de um ruído mínimo de ventilador, o que significa que o resfriamento era limitado, o que, por sua vez, significava que a CPU deveria produzir uma quantidade mínima de calor, o que significava que a velocidade do clock tem que ser mantido baixo. Embora não consiga confirmar detalhes específicos, você pode conferir isso na Wikipédia.

Portanto, uma comparação / cálculo básico torna o look do Wii U, no papel, pelo menos, significativamente mais lento do que o Xbox 360 em termos de CPU não processada. Este ponto foi levantado na reunião, mas os representantes da Nintendo negaram que "o baixo consumo de energia fosse mais importante para os objetivos gerais de projeto" e que "outros recursos da CPU melhorariam o desempenho em relação aos números em poder bruto".
"


Quase imediatamente após a revelação, os e-mails começam a circular perguntando o que as pessoas pensavam do novo design e especificação do console. A resposta quase universal foi: "Eu gosto do novo controle, mas a CPU parece um pouco fraca".

Algumas pessoas até criaram plataformas de PC personalizadas com CPUs com baixo tempo para tentar avaliar o desempenho do seu código nessas máquinas. Mais uma vez, a resposta quase universal era que não seria poderoso o suficiente para gerar motores de próxima geração e que até mesmo poderia lutar para fazer títulos atuais (PS3 e X360). Mas, apesar desses testes, a administração tomou a decisão, por vários motivos comerciais, de lançar um jogo no Wii U. Então, agora precisamos ficar presos e tentar fazer um jogo.



Nesse ponto fica claro que o dev já não parece muito disposto a trabalhar com o Wii U. Uma máquina que não trás nada de novo em termos de especificações, com apenas um controle diferente, e que ao longo do tempo não mostrou a que veio nem mesmo pelas mãos da Nintendo. Apesar dos diversos problemas que se apresentam, o sucesso do Wii foi muito grande pra que se possa ignorar o console. Naquele momento, parecia óbvio que o Wii U poderia ter um sucesso considerável se ao menos metade da base do Wii migrasse para o novo console.

Mas as coisas ficariam piores. Dificuldades durante o desenvolvimento, lentidão pra compilar qualquer mínima mudança no código, a ausência de uma cadeia de ferramentas e documentação pra resolver problemas corriqueiros acabaram por ser uma dor de cabeça muito maior do que se esperava.

Ao tentar suporte com a Nintendo, muitas vezes a solução enviada era através de outra third party que achou um meio de contornar o problema.
Quando a Nintendo local não tinha uma resposta para alguns dos problemas, eles pediam que esperassem enquanto era verificado com os desenvolvedor no Japão. Com as diferenças de fuso horário, e a conversão do Inglês para o Japonês, e depois do Japonês para o Inglês, o tempo de espera poderia chegar a mais de uma semana!!!

Para piorar, muitas vezes as duvidas dos desenvolvedores não eram respondidas nesses retornos, além de ter um Inglês muito confuso. Sim, um telefone sem fio enorme e pra cada duvida mais outra semana. Agora imagine todo esse atraso para obter respostas/suporte tendo uma deadline a cumprir?

E os problemas vão, e seguem, e ao longo da vida do Wii U é possível perceber que mesmo a Nintendo estava confusa e completamente perdida e desconectada do seu público.

Diversos problemas do Wii U são amplamente conhecidos: Online precário e muito básico, engenheiros de rede da Nintendo afirmando não saber absolutamente nada sobre como funcionam Live e PSN, grandes períodos sem qualquer lançamento relevante, Nintendo Directs com momentos vergonhosos...

Mas, como essa empresa confusa e com extrema dificuldade de resposta alterou esse quadro e fez do primeiro ano de vida do Switch um sucesso absoluto de vendas, superando em vendas todo ciclo de vida do Wii U em apenas 10 meses?


Adaptação aos novos tempos

Então, certamente após o fracasso do Wii U, a Nintendo começou a fazer o mesmo que Sony e Microsoft para conseguir suporte ao Switch, certo?

Com a palavra, Satoru Iwata:

“Em termos de como vemos o nosso relacionamento com as editoras third parties, acho que é natural que haja uma diferença entre as editoras que possuem recursos para o desenvolvimento de software como a Nintendo, para construir uma linha de softwares própria e as editoras que não possuem. Desde que o ex-presidente Yamauchi faleceu, tenho pensado no que ele nos ensinou no final, e suas palavras “a pior coisa que podemos fazer no mundo do entretenimento é seguir o que os outros estão fazendo” atingiram meu coração em cheio.

Imitar os outros é o tipo de lógica que a Nintendo evita ao máximo e nós certamente não temos uma atitude negativa para fortalecer os laços com third parties.
Utilizar os mesmos métodos que outros fabricantes só levaria às mais simplistas abordagens competitivas, tais como guerras de preço ou oferecer dinheiro, que nunca terminam. Gostaríamos de ter uma abordagem única e própria para construir relacionamentos sustentáveis com as nossas third parties.”


Nesse ponto, fica claro que a Nintendo não pode ter uma abordagem igual a Microsoft com as thirds. Entrar em uma competição que não seria saudável as finanças da empresa poderia colocar a existência deles nesse mercado em risco.

Aqui, vou citar alguns pontos acerca da mudança de direcionamento do produto:

- A primeira mudança a ser considerada na nova plataforma, certamente, foi conceitual: Com o fracasso retumbante do Wii U, o conceito de jogar em duas telas foi abandonado, e isso já pôde ser observado ao final da vida do console. Muitos jogos simplesmente ignoraram a existência de uma segunda tela e passaram por um realinhamento. The Legend of Zelda: Breath of the Wild é o exemplo mais exponencial. Quando foi apresentado, o jogo mostrava funções no GamePad que foram abandonadas no produto final.

- Ports de jogos do Wii U para o 3DS, além de buscar uma maior lucratividade em uma plataforma com maior base instalada, vão de encontro ao que disse Satoru Iwata nas primeiras revelações do então Nintendo NX: Como Wii U e 3DS eram dois dispositivos distintos dentro da mesma empresa, manter um fluxo constante de lançamentos, dividindo os times de criação em ambas era complicado. O que leva a um ciclo ruim: Com menos lançamentos, o console vendia menos, o que levava a menos dinheiro para se investir em novos jogos, o que diminuía a produção de mais jogos.

O Nintendo NX viria para mudar isso: Com o novo prédio de desenvolvimento de Software pronto, onde a Nintendo unificaria todo os times, o NX se beneficiaria de um desenvolvimento unificado, como disse Satoru Iwata: "Vamos criar uma plataforma onde apenas um software seja criado para uma família de dispositivos, tal qual a Apple faz com seus produtos. iPhone, iPod e iPad são dispositivos de uma mesma família onde todos rodam o mesmo sistema, o iOS. O mesmo exemplo serve para o Android".


- O ponto anterior no trás até esse. Para que houvesse um fluxo constante de lançamentos de jogos(sem considerar o problema inicial que a Nintendo teve da transição SD para HD) e manter o momentum do console, gerando maiores vendas e entrando em um circulo virtuoso, era necessário ter mais pessoas trabalhando nos jogos. Aqui, entra perfeitamente o conceito Híbrido: Tu faz um jogo que serve pra ser jogado tanto On The Go, quanto em casa. "Apenas" um jogo feito, necessidades distintas atendidas.

Vale lembrar que o Switch vem pra solucionar as diferenças entre os jogadores no Japão e os Ocidentais, como Satoru Iwata já havia dito em outro momento: "O jeito que os jogadores japoneses jogam é diferente dos jogadores ocidentais. Cada vez mais jogadores japoneses jogam em smartphones e em aparelhos da família 3DS, enquanto a maioria dos jogadores europeus e americanos preferem jogar em seus consoles com uma tela bem maior. No mercado global de videogames, jogos para consoles ainda dominam, e o mercado é muito maior."

- Conforme eu mostrei no artigo, desenvolver jogos para Wii U era algo complicado, e pra ser bonzinho, era "muito diferente" dos outros consoles. Em dado momento, a Nintendo estava optando sair da arquitetura PowerPC da IBM, para x86, como diversos rumores da época sugeriram.

Porém isso não foi possível devido a natureza móvel do Switch: O tamanho deveria ser limitado e prático, não gerando calor extremo e ainda, oferecer uma qualidade não muito distante entre jogar na televisão e no modo portátil.


Com isso temos o seguinte cenário: O console precisava ter potência para rodar os jogos com uma qualidade ao menos próxima dos concorrentes. Conforme relatado pela insider Emily Rogers a Nintendo buscava se aproximar do Xbox One em termos técnicos.

Apesar de não ter a mesma potência que PS4 e Xbox One, o Switch tem uma arquitetura nova e muito parecida com a desses consoles. Seria como se ele fosse um "PS4 mais lento". Portanto, na hora de portar um jogo feito com o PS4/XBO em mente para o Switch, com um pouco de escalonamento isso se torna possível e muito simples de ser feito. Doom, Skyrim e L.A Noire são bons exemplos: Foram portados a partir da versão Next Gen.

Porém, ao tentar fazer o mesmo com jogos projetados para PS360, o resultado pode ser muito ruim, devido a natureza completamente diferente desses consoles. Tentar fazer um jogo de PS3 rodar no Switch pode trazer a falsa impressão de que o console é datado, o que não é verdade. Nesse caminho temos o port de Dragon Quest para Nintendo Switch, onde a Square decidiu portar a versão de PS3, tendo um resultado horroroso na conversão.

Com tudo isso em mente, e criando um console com foco em simplicidade e objetividade como pode ser visto no S.O do Switch, era necessário resolver o relacionamento com as thirds.

Nintendo e Terceiros

Voltando ao tópico acima, após projetar o Switch do zero, como um novo produto com uma nova abordagem, era necessário se reaproximar das third parties. Para conseguir jogos, era necessário ter uma base instalada que justificasse o investimento por parte dessas empresas, e para que houvesse uma base instalada era necessário um fluxo constante de jogos.


O quadro acima mostra o lançamento de todos consoles da Nintendo, com os jogos disponíveis no Day One. Entretanto, dois deles sofreram logo após o lançamento alguns chamados "buracos" e ficaram um longo período sem novos jogos: Gamecube e Wii U. Ainda que eu considere o Gamecube um dos melhores consoles da Nintendo e que ele tenha sido muito melhor do que o Wii U, esse problema ocorreu. Não a toa são os dois consoles menos vendidos da Nintendo: Sem jogos, não existe motivo pra comprar o hardware.


Aqui, podemos ver que há um equilíbrio de tempo entre os lançamentos, o que ajudou o Switch a manter o momentum. Sem longos espaços entre os jogos, mantendo o interesse constante dos jogadores, aliado a uma proposta que realmente diferencia o console dos seus concorrentes, com o apelo de jogar onde quiser e como quiser, alcançar uma base instalada grande e que trouxesse segurança para os desenvolvedores não foi difícil.

Mas também é necessário reconhecer os esforços da Nintendo em se aproximar das thirdies e mostrar-se mais aberta, fazendo parcerias. Escolhi o mesmo Pete Hines, não por acaso, pra mostrar essa diferença:

Pete Hines escreveu:Bethesda acerca da Switch: 'Não é que estes sejam os dois únicos jogos que vamos fazer'

A Bethesda fala da sua relação com a Nintendo.

Em conversa com a Venturebeat, o vice presidente de marketing e comunicações da Bethesda, Pete Hines, disse que existirão mais jogos da sua companhia a correr na consola: "Temos estado em contacto permanente com a Nintendo," disse Hines, "e não só acerca dos dois jogos que temos agora, mas acerca da nossa abordagem geral à plataforma no futuro - o que podemos fazer, quais as melhores práticas, o que é que se adequa, o que os entusiasma no que estamos a fazer. Obviamente, estamos entusiasmados acerca destes dois jogos, mas não é que estes sejam os dois únicos jogos que vamos fazer e acabou. Queremos que este seja o início de uma relação que construímos com a Nintendo e com os seus fãs."

Fica claro, que a abordagem da qual o Iwata se referia, foi iniciada com a Bethesda e demais thirds. Criar uma relação virtuosa e duradoura entre a Nintendo e outras empresas é fundamental.

Liberar a utilização de itens e skins de Zelda em Skyrim, fazer um crossover de Mario e Rabbids com a Ubisoft, criar ips novas em determinados estilos como Arms para atrair a atenção de jogadores de jogos de luta, e supervisionar e investir em projetos novos(Bayonetta, Fire Emblem Warriors) certamente são algumas mudanças positivas e que tornam a Nintendo mais aberta. Há também diversas mudanças em sua mesa diretiva, mas isso é assunto pra outro post.

Para encerrar, fica aqui o que Pete Hines tem a dizer sobre a contribuição e o envolvimento da Nintendo em Skyrim:

"Pete Hines, vice-presidente da Bethesda, falou recentemente sobre a colaboração com a Nintendo e a equipa de desenvolvimento do mais recente jogo de Zelda. "Falei com a equipa de Breath of the Wild, eles são grandes fãs de Skyrim e adoraram a ideia. Queríamos fazer uma colaboração com eles, o seu mundo aberto com o nosso. Foi muito divertido".

Segundo Hines, este trabalho em conjunto tem como finalidade oferecer algo refrescante ao mundo de Skyrim. "Eles foram fantásticos ao darem-nos todo o tipo de material para que se sinta como algo único em Skyrim," finalizou."


Pelo bem do mercado e dos jogadores, vamos esperar que a arrogância não tome conta da Nintendo e ela siga firme nesses novos conceitos.

____________________________________________________________________

Fontes de pesquisa:

http://www1.folha.uol.com.br/tec/2014/01/1399110-nintendo-admite-fracasso-nas-vendas-do-wii-u.shtml

http://tribogamer.net/noticias/13754_nintendo-assume-responsabilidade-pelo-fracasso-do-wii-u.html

http://www.nintendoblast.com.br/2015/02/satoru-iwata-planos-futuro-nintendo.html

http://www.wii-brasil.com/noticia.php?id=43823&fb_comment_id=416525885146440_2061407#f7122660d3eac2

http://meiobit.com/270860/satoru-iwata-nintendo-nao-imita-concorrencia-apoio-third-parties-nova-geracao-nao-preocupa/

http://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2014-secret-developers-wii-u-the-inside-story

http://www.comboinfinito.com.br/principal/bethesda-diz-que-o-wii-u-esta-fora-dos-planos-da-empresa/

http://www.comboinfinito.com.br/principal/bethesda-nintendo-precisa-fazer-como-sony-e-microsoft-fazem/

http://meiobit.com/270860/satoru-iwata-nintendo-nao-imita-concorrencia-apoio-third-parties-nova-geracao-nao-preocupa/

http://pt.ign.com/nintendo-switch/48979/news/bethesda-acerca-da-switch-nao-e-que-estes-sejam-os-dois-unic

http://www.eurogamer.pt/articles/2017-06-25-bethesda-fala-da-colaboracao-com-a-nintendo-em-skyrim


Última edição por Guitto em Qua 07 Mar 2018, 22:25, editado 2 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Jail
Moderador
Moderador
Mensagens : 13156
RetroPontos : 10936
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 41
Localização : Brasília
http://arquivojail.wordpress.com/

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 15:38
Depois falo que não curti a administração do Iwata, vem gente reclamar que ele fez do Wii e DS grandes sucessos e etc.

Sucesso do Wii foi um tiro no escuro que deu certo, mas depois, o Iwata não soube aproveitar o sucesso, só deu cabeçada na parede, no que cuminou no fracasso WiiU.

Enfim, acho que hoje todo mundo tá querendo esquecer que o WiiU existiu, principalmente, a própria Nintendo.

______________________ Assinatura ______________________

PSN: JailRocha

:nes: :snes: :n64: :wii: :wiiu: :genesis: :k360: :ps2: :ps3: :ps4:

avatar
Galdius
Moderador
Moderador
Mensagens : 12610
RetroPontos : 6895
Data de inscrição : 15/09/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 17:26
Jail escreveu:Depois falo que não curti a administração do Iwata, vem gente reclamar que ele fez do Wii e DS grandes sucessos e etc.

Sucesso do Wii foi um tiro no escuro que deu certo, mas depois, o Iwata não soube aproveitar o sucesso,  só deu cabeçada na parede, no que cuminou no fracasso WiiU.

Enfim, acho que hoje todo mundo tá querendo esquecer que o WiiU existiu, principalmente, a própria Nintendo.

Discordo fortemente.

O sucesso do Wii e do DS foram muito bem aproveitados.
A Nintendo conseguiu fazer um caixa monstruoso durante a época desses dois consoles.
Conseguiram fazer investimentos em R&D que poderiam atrair o publico do Wii, como o Vitality sensor, e também em novas formas de se jogar (WiiU).

Com o sucesso do Wii, desenvolveram o WiiU, que é a base do Switch.
Na época de desenvolvimento e até de lançamento do WiiU, a tecnologia para algo similar ao Switch não existia em um formato que pudesse ser competitivo financeiramente.

O resultado disso foi o WiiU, um console que já mostrava a ideia da Nintendo de ter um console que pudesse ser portátil e de mesa ao mesmo tempo. Claro que na época ninguém imaginou que teríamos algo similar ao Switch no futuro, mas olhando em retrospecto, esse planejamento da Nintendo fica claro.

Pensando no WiiU como um protótipo da ideia do Switch e embora ele teve uma grande quantidade de problemas (tanto de hardware como de softwares e também de comunicação), ainda acho a existência dele essencial para o que temos hoje com o Switch.

Agora com o Switch, a Nintendo está acertando aonde errou com o WiiU e também com o 3DS (poucos jogos no launch window) e também está sendo feliz por ter seguido o princípio de oferecer algo diferente dos concorrentes.

O Switch nada mais é do que o resultado da boa administração do Iwata.
avatar
Jail
Moderador
Moderador
Mensagens : 13156
RetroPontos : 10936
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 41
Localização : Brasília
http://arquivojail.wordpress.com/

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 18:08
Concordo não.

Wii e DS deram grana pra Nintendo, mas em projeto de hardware, ela não aproveitou. Algo pro futuro, ela não montou. Tanto que o 3DS é um DS com 3D, um 3D que foi fail e quase ninguém usava. Vg começou cambaleando, a Nintendo conseguiu se recuperar depois (porque em portáteis ela rula mesmo) e o WiiU tinha aquelas 2 telas que também, não mostrou ser muito útil. No geral, o vg é algo que queria ser uma coisa (Wii), queria ser outra (um DS), mas acabou sendo um projeto que ninguém entendeu, e foi fail que foi.

Acho que ele meteu os pés pelas mãos demais ali, e o sucesso do Wii, acabou se diluindo. Se não fosse o Switch pra salvar agora, sabe-se lá.

E não sei se o Switch seria tão eficiente se o Iwata estivesse por aí. A ideia pode ter sido dele, mas a execução que é uma parte principal do processo, já não é, então, difícil dizer, depois desse período negro que a Nintendo viveu por 4 anos.

Enfim.

______________________ Assinatura ______________________

PSN: JailRocha

:nes: :snes: :n64: :wii: :wiiu: :genesis: :k360: :ps2: :ps3: :ps4:

avatar
Bonatti
Moderador
Moderador
Mensagens : 41835
RetroPontos : 22338
Data de inscrição : 23/07/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo
https://www.facebook.com/profile.php?id=1274665507

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 18:29
Galdius escreveu:
Jail escreveu:Depois falo que não curti a administração do Iwata, vem gente reclamar que ele fez do Wii e DS grandes sucessos e etc.

Sucesso do Wii foi um tiro no escuro que deu certo, mas depois, o Iwata não soube aproveitar o sucesso,  só deu cabeçada na parede, no que cuminou no fracasso WiiU.

Enfim, acho que hoje todo mundo tá querendo esquecer que o WiiU existiu, principalmente, a própria Nintendo.

Discordo fortemente.

O sucesso do Wii e do DS foram muito bem aproveitados.
A Nintendo conseguiu fazer um caixa monstruoso durante a época desses dois consoles.
Conseguiram fazer investimentos em R&D que poderiam atrair o publico do Wii, como o Vitality sensor, e também em novas formas de se jogar (WiiU).

Com o sucesso do Wii, desenvolveram o WiiU, que é a base do Switch.
Na época de desenvolvimento e até de lançamento do WiiU, a tecnologia para algo similar ao Switch não existia em um formato que pudesse ser competitivo financeiramente.

O resultado disso foi o WiiU, um console que já mostrava a ideia da Nintendo de ter um console que pudesse ser portátil e de mesa ao mesmo tempo. Claro que na época ninguém imaginou que teríamos algo similar ao Switch no futuro, mas olhando em retrospecto, esse planejamento da Nintendo fica claro.

Pensando no WiiU como um protótipo da ideia do Switch e embora ele teve uma grande quantidade de problemas (tanto de hardware como de softwares e também de comunicação), ainda acho a existência dele essencial para o que temos hoje com o Switch.

Agora com o Switch, a Nintendo está acertando aonde errou com o WiiU e também com o 3DS (poucos jogos no launch window) e também está sendo feliz por ter seguido o princípio de oferecer algo diferente dos concorrentes.

O Switch nada mais é do que o resultado da boa administração do Iwata.

Entrei só pra rir da baboseira que o Jail falou de "tiro no escuro", mas ainda bem que você fez esse ótimo post.
Ta tudo desenhado ai.

______________________ Assinatura ______________________

OUÇAM MINHA BANDA, DARK INQUISITION, NO SPOTIFY!
https://open.spotify.com/artist/11fYa3b3AGDG3IxyN1Qt58

http://www.superamibos.com/

Consoles, Perfis, Gametags e Acessórios:


Playstation 4
PSN: GBonatti


Nintendo Switch
Friend Code: 1909-3655-7582x


Playstation 3 Super Slim HD 250GB
PSN: GBonatti


WII U Black
Nintendo Network: GBonatti


Nintendo Wii

Nintendo 3DS Cosmo Black
Bonatti
Friend Code: 5112 - 3827 - 0556


PC:
INTEL I7 4790 3.60GHZ 4ª GERAÇÃO
16GB DDR3
SSHD 1TB
GTX 1080 TI
Steam: B0NATTI
Origin: GBonatti


Super Nintendo - Mega Drive - Sega CD - Game Boy Color - Nintendo 64


Twitter: G_Bonatti
avatar
Bonatti
Moderador
Moderador
Mensagens : 41835
RetroPontos : 22338
Data de inscrição : 23/07/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo
https://www.facebook.com/profile.php?id=1274665507

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 18:55
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Acabei de ler, excelente Guitto, de verdade.

É legal que sempre falamos e especulamos sobre os erros do Wii U e acertos do Switch, sempre tem um depoimento aqui e outro ali, mas ler isso de forma linear e ver as mudanças de postura dela assim.

______________________ Assinatura ______________________

OUÇAM MINHA BANDA, DARK INQUISITION, NO SPOTIFY!
https://open.spotify.com/artist/11fYa3b3AGDG3IxyN1Qt58

http://www.superamibos.com/

Consoles, Perfis, Gametags e Acessórios:


Playstation 4
PSN: GBonatti


Nintendo Switch
Friend Code: 1909-3655-7582x


Playstation 3 Super Slim HD 250GB
PSN: GBonatti


WII U Black
Nintendo Network: GBonatti


Nintendo Wii

Nintendo 3DS Cosmo Black
Bonatti
Friend Code: 5112 - 3827 - 0556


PC:
INTEL I7 4790 3.60GHZ 4ª GERAÇÃO
16GB DDR3
SSHD 1TB
GTX 1080 TI
Steam: B0NATTI
Origin: GBonatti


Super Nintendo - Mega Drive - Sega CD - Game Boy Color - Nintendo 64


Twitter: G_Bonatti
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28342
RetroPontos : 16490
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 19:32
Bonatti escreveu:Acabei de ler, excelente Guitto, de verdade.

É legal que sempre falamos e especulamos sobre os erros do Wii U e acertos do Switch, sempre tem um depoimento aqui e outro ali, mas ler isso de forma linear e ver as mudanças de postura dela assim.

Obrigado! I love you
Precisou um pouco de paciência pra fazer esse tópico, porque era necessário simplesmente esperar e ir salvando as noticias, pegando aqui e ali, e aí montar e colocar tudo em perspectiva.

Mas é legal poder fazer isso e compartilhar com a galera.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Galdius
Moderador
Moderador
Mensagens : 12610
RetroPontos : 6895
Data de inscrição : 15/09/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 21:53
Jail escreveu:Concordo não.

Wii e DS deram grana pra Nintendo, mas em projeto de hardware, ela não aproveitou. Algo pro futuro, ela não montou. Tanto que o 3DS é um DS com 3D, um 3D que foi fail e quase ninguém usava. Vg começou cambaleando, a Nintendo conseguiu se recuperar depois (porque em portáteis ela rula mesmo) e o WiiU tinha aquelas 2 telas que também, não mostrou ser muito útil. No geral, o vg é algo que queria ser uma coisa (Wii), queria ser outra (um DS), mas acabou sendo um projeto que ninguém entendeu, e foi fail que foi.

Acho que ele meteu os pés pelas mãos demais ali, e o sucesso do Wii, acabou se diluindo. Se não fosse o Switch pra salvar agora, sabe-se lá.

E não sei se o Switch seria tão eficiente se o Iwata estivesse por aí.  A ideia pode ter sido dele, mas a execução que é uma parte principal do processo, já não é, então, difícil dizer, depois desse período negro que a Nintendo viveu por 4 anos.

Enfim.

Vamos descontruir seu post e mostrar pontos de vista diferentes.

"3DS é um DS com 3D, um 3D que foi fail"

Vamos lembrar quando o 3DS foi lançado: março de 2011 nos EUA. Você sabe o que estava na moda naquela época? Sim, a tecnologia 3D. Na CES 2010 foi quando as tvs 3D se tornaram realmente populares. Para se ter uma ideia, em 2010 havia 2.26 milhões de tvs 3D haviam sido enviadas para o mercado, em 2011 foram 24.14 milhões. Ou seja, a Nintendo pegou um dos consoles de maior sucesso de sua história e colocou a tecnologia que estava na moda na época.

O 3D poderia não ser tão bom quanto a de uma tv ou de um filme, mas sinceramente, quem esperava que fosse? Temos que colocar tudo em perspectiva. O 3D do 3DS foi sim revolucionário para a época.

"E não sei se o Switch seria tão eficiente se o Iwata estivesse por aí."

O Iwata faleceu em julho de 2015. Nesta época o Switch já estava em desenvolvimento e a ideia do console deveria estar mais do que amadurecida entre os principais executivos da empresa, afinal esta ideia teve início com o WiiU, na minha opinião.

Tanto o Iwata como os outros já estavam cientes dos erros do WiiU (e também do 3DS) e já deveriam ter uma ideia de como lançar o novo console, tanto que os jogos do primeiro ano do Switch já deveriam estar sendo desenvolvidos (ninguém mais faz jogos de forma rápida e muito menos a Nintendo). Sendo o Iwata ou o Kimishima, o presidente da Nintendo eu não creio que o lançamento do Switch fosse muito diferente.

A execução do Switch tem sim bastante influência do Iwata, você querendo ou não. O "período negro" que você cita não passou de vendas fracas no console de mesa, mas lembre que durante este período o Switch estava sendo desenvolvido e o próprio Iwata começou a pesquisar e investir em mobile, lembrando que um dos maiores sucessos de jogos mobile, Pokémon Go, começou com o Iwata.

Seus posts estão parecendo extremamente simplistas, não levando em consideração vários quesitos da época dos acontecimentos.
avatar
Gordola da Station
Medio-Retro
Medio-Retro
Mensagens : 1390
RetroPontos : 1313
Data de inscrição : 01/10/2016
Localização : SP

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Qua 21 Fev 2018, 22:35
Wii e DS podem ter vendido quadrilhões de unidades e gerado milhões e milhões de lucros pra nintendo. Mesmo assim, pra mim, pro tipo de jogador que eu sou, foi uma merda. Foi uma merda pra indústria (não em termos financeiros, mas em termos qualitativos). Sobretudo o Wii. Ao abandonar minimamente o formato "tradicional" de jogabilidade e hardware bom (a nintendo até então sempre tinha hardwares parelhos ou melhores, em cada geração) penso que a nintendo nunca mais foi a mesma em qualidade.

Muita gente fala "mas se vendeu bastante a empresa tava certa". Mas eu não penso assim, nem tudo que vende é bom. E nem tudo que é bom vende. Vendas não atestam necessariamente qualidade. Vender bem é necessário para ficar no mercado. Mas pessoalmente acho que o caminho que a nintendo entrou com o Wii (e que ainda está nele) é bem mais chato do que o caminho que ela seguia até o GC.
avatar
Dopefish
Moderador
Moderador
Mensagens : 26279
RetroPontos : 7516
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 31
Localização : Nuuk, Groenlândia

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 23 Fev 2018, 08:43
melhor topico de todos os tempos

Surpreso

______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA DOS USUÁRIOS DE 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE
PANELA VEM METEORO
PANELA ITALIANOS FASCISTAS
PANELA VOLTA PANGEIA
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28342
RetroPontos : 16490
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 23 Fev 2018, 11:06
Eu discordei de muitas decisões do Satoru Iwata, do NGC, Wii e Wii U. Discordava de muitas coisas que ele fazia, e ele teve muitos erros durante a administração dele.

Mas definitivamente o Switch não foi um desses. Por mais que discordemos de alguém, devemos ser justos quando essa pessoa acerta. Miyamoto já disse em diversas entrevistas que o Iwata trabalhou ativamente no Switch, mesmo quando estava no hospital.

https://pt.videogamer.com/noticias/miyamoto-fala-da-contribuicao-de-satoru-iwata-na-nintendo-switch

Ele ajudou também do hospital o Pokemon GO: http://virgobrasil.com.br/mesmo-hospitalizado-satoru-iwata-trabalhou-em-pokemon-go/

Então, sim, ele tem bastante participação no sucesso atual da Nintendo. Nesse caso, ele acertou. Vamos ver o que vai ser da Nintendo na próxima geração, quando os novos diretores definirem todos os rumos da empresa, sem a velha guarda da Nintendo, já que todo mundo tá se aposentando por lá.

Mesmo durante o Wii U ele teve alguns acertos, que certamente direcionaram ao caminho do sucesso no Switch.


______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Jail
Moderador
Moderador
Mensagens : 13156
RetroPontos : 10936
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 41
Localização : Brasília
http://arquivojail.wordpress.com/

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 23 Fev 2018, 12:29
Galdius escreveu:

Vamos descontruir seu post e mostrar pontos de vista diferentes.

"3DS é um DS com 3D, um 3D que foi fail"

Vamos lembrar quando o 3DS foi lançado: março de 2011 nos EUA. Você sabe o que estava na moda naquela época? Sim, a tecnologia 3D. Na CES 2010 foi quando as tvs 3D se tornaram realmente populares. Para se ter uma ideia, em 2010 havia 2.26 milhões de tvs 3D haviam sido enviadas para o mercado, em 2011 foram 24.14 milhões. Ou seja, a Nintendo pegou um dos consoles de maior sucesso de sua história e colocou a tecnologia que estava na moda na época.

O 3D poderia não ser tão bom quanto a de uma tv ou de um filme, mas sinceramente, quem esperava que fosse? Temos que colocar tudo em perspectiva. O 3D do 3DS foi sim revolucionário para a época.

"E não sei se o Switch seria tão eficiente se o Iwata estivesse por aí."

O Iwata faleceu em julho de 2015. Nesta época o Switch já estava em desenvolvimento e a ideia do console deveria estar mais do que amadurecida entre os principais executivos da empresa, afinal esta ideia teve início com o WiiU, na minha opinião.

Tanto o Iwata como os outros já estavam cientes dos erros do WiiU (e também do 3DS) e já deveriam ter uma ideia de como lançar o novo console, tanto que os jogos do primeiro ano do Switch já deveriam estar sendo desenvolvidos (ninguém mais faz jogos de forma rápida e muito menos a Nintendo). Sendo o Iwata ou o Kimishima, o presidente da Nintendo eu não creio que o lançamento do Switch fosse muito diferente.

A execução do Switch tem sim bastante influência do Iwata, você querendo ou não. O "período negro" que você cita não passou de vendas fracas no console de mesa, mas lembre que durante este período o Switch estava sendo desenvolvido e o próprio Iwata começou a pesquisar e investir em mobile, lembrando que um dos maiores sucessos de jogos mobile, Pokémon Go, começou com o Iwata.

Seus posts estão parecendo extremamente simplistas, não levando em consideração vários quesitos da época dos acontecimentos.


Sobre o 3DS: DS era uma ideia original, o Wii também, aí no 3DS ele se limitou a socar algo que era modinha. Então, era um DS com 3D, que no fim não fazia falta. Mas nem estou exigindo que ele inventasse algo original sempre. Só que foi uma ideia preguiçosa mesmo. Enfim.


Sobre o Switch, ele montou tudo, sim, não disse o contrário, mas estou falando do agora. Sabe-se lá se ele teria capacidade de manter algo bom ali. No Wii, ele não conseguiu, ficou naquele papo de oceano azul, agradecendo os casuais de terem comprado o vg, mas o público do vg foi fugindo e ele nada fez. Ficou empurrando com a barriga (o que cuminou no WiiU que ele também foi empurrando com a barriga). Ainda bem que o Switch tá sobre as mãos de outras pessoas agora. Dá pra confiar muito mais, se fosse ele ali, eu não confiaria.


Continuando na opinião dele não ter sido um bom administrador. Com o WiiU no currículo, desculpe, não rola pra mim.

______________________ Assinatura ______________________

PSN: JailRocha

:nes: :snes: :n64: :wii: :wiiu: :genesis: :k360: :ps2: :ps3: :ps4:

avatar
Bonatti
Moderador
Moderador
Mensagens : 41835
RetroPontos : 22338
Data de inscrição : 23/07/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo
https://www.facebook.com/profile.php?id=1274665507

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 23 Fev 2018, 18:55
Jail escreveu:
Galdius escreveu:

Vamos descontruir seu post e mostrar pontos de vista diferentes.

"3DS é um DS com 3D, um 3D que foi fail"

Vamos lembrar quando o 3DS foi lançado: março de 2011 nos EUA. Você sabe o que estava na moda naquela época? Sim, a tecnologia 3D. Na CES 2010 foi quando as tvs 3D se tornaram realmente populares. Para se ter uma ideia, em 2010 havia 2.26 milhões de tvs 3D haviam sido enviadas para o mercado, em 2011 foram 24.14 milhões. Ou seja, a Nintendo pegou um dos consoles de maior sucesso de sua história e colocou a tecnologia que estava na moda na época.

O 3D poderia não ser tão bom quanto a de uma tv ou de um filme, mas sinceramente, quem esperava que fosse? Temos que colocar tudo em perspectiva. O 3D do 3DS foi sim revolucionário para a época.

"E não sei se o Switch seria tão eficiente se o Iwata estivesse por aí."

O Iwata faleceu em julho de 2015. Nesta época o Switch já estava em desenvolvimento e a ideia do console deveria estar mais do que amadurecida entre os principais executivos da empresa, afinal esta ideia teve início com o WiiU, na minha opinião.

Tanto o Iwata como os outros já estavam cientes dos erros do WiiU (e também do 3DS) e já deveriam ter uma ideia de como lançar o novo console, tanto que os jogos do primeiro ano do Switch já deveriam estar sendo desenvolvidos (ninguém mais faz jogos de forma rápida e muito menos a Nintendo). Sendo o Iwata ou o Kimishima, o presidente da Nintendo eu não creio que o lançamento do Switch fosse muito diferente.

A execução do Switch tem sim bastante influência do Iwata, você querendo ou não. O "período negro" que você cita não passou de vendas fracas no console de mesa, mas lembre que durante este período o Switch estava sendo desenvolvido e o próprio Iwata começou a pesquisar e investir em mobile, lembrando que um dos maiores sucessos de jogos mobile, Pokémon Go, começou com o Iwata.

Seus posts estão parecendo extremamente simplistas, não levando em consideração vários quesitos da época dos acontecimentos.


Sobre o 3DS: DS era uma ideia original, o Wii também, aí no 3DS ele se limitou a socar algo que era modinha. Então, era um DS com 3D, que no fim não fazia falta. Mas nem estou exigindo que ele inventasse algo original sempre. Só que foi uma ideia preguiçosa mesmo. Enfim.


Sobre o Switch, ele montou tudo, sim, não disse o contrário, mas estou falando do agora. Sabe-se lá se ele teria capacidade de manter algo bom ali. No Wii, ele não conseguiu, ficou naquele papo de oceano azul, agradecendo os casuais de terem comprado o vg, mas o público do vg foi fugindo e ele nada fez. Ficou empurrando com a barriga (o que cuminou no WiiU que ele também foi empurrando com a barriga). Ainda bem que o Switch tá sobre as mãos de outras pessoas agora. Dá pra confiar muito mais, se fosse ele ali, eu não confiaria.


Continuando na opinião dele não ter sido um bom administrador. Com o WiiU no currículo, desculpe, não rola pra mim.

"Ideia preguiçosa".... VELHO, ELES CRIARAM UMA TECNOLOGIA DE 3D SEM ÓCULOS QUE TIVESSE PREÇO ACESSÍVEL DE MERCADO!

Enfim, não vale nem a pena tentar... :bitchplease:

______________________ Assinatura ______________________

OUÇAM MINHA BANDA, DARK INQUISITION, NO SPOTIFY!
https://open.spotify.com/artist/11fYa3b3AGDG3IxyN1Qt58

http://www.superamibos.com/

Consoles, Perfis, Gametags e Acessórios:


Playstation 4
PSN: GBonatti


Nintendo Switch
Friend Code: 1909-3655-7582x


Playstation 3 Super Slim HD 250GB
PSN: GBonatti


WII U Black
Nintendo Network: GBonatti


Nintendo Wii

Nintendo 3DS Cosmo Black
Bonatti
Friend Code: 5112 - 3827 - 0556


PC:
INTEL I7 4790 3.60GHZ 4ª GERAÇÃO
16GB DDR3
SSHD 1TB
GTX 1080 TI
Steam: B0NATTI
Origin: GBonatti


Super Nintendo - Mega Drive - Sega CD - Game Boy Color - Nintendo 64


Twitter: G_Bonatti
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28342
RetroPontos : 16490
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 23 Fev 2018, 18:56
Rindo Rindo Rindo Rindo

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Henrico D. Santo
Lenda Urbana
Lenda Urbana
Mensagens : 28310
RetroPontos : 9526
Data de inscrição : 20/07/2010
Localização : Santo André - Paulistarum Terra Mater

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

em Sex 02 Mar 2018, 14:33
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Marcando pra ler.

______________________ Assinatura ______________________

MANELA DOS PACONHEIROS
PANELA DOS AVATARES FUMANTES
PANELA DOS BOLACHA MASTER RACE
PANELA ITALIANOS FASCISTAS
PANELA CUECA BOXER
PANELA DOS USUÁRIOS 2010
PANELA THE LAST OF US FORUM EDITION


Santo André - Paulistarum Terra Mater
Conteúdo patrocinado

Re: Pete Hines novamente ataca a Nintendo

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum