Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 11:29

Nas últimas horas um jogo chamado Hatred ganhou as manchetes de muitos sites, mas da pior maneira possível. Idealizado pelos poloneses da Destructive Creations, o game foi descrito por seus criadores como “um shooter de visão isométrica com uma perturbadora atmosfera de assassinatos em massa, onde o jogador assumirá o papel de um antagonista de sangue frio cheio de ódio pela humanidade.”

Interpretar vilões em videogames não é uma novidade, mas então o que estaria causando tanta comoção? Pois a resposta está no assustador trailer de divulgação do jogo que tem sido apontado como um “simulador de assassinatos” e caso não esteja interessado em ver cenas bem fortes, vou deixar aqui a apresentação feita pela protagonista, para que você entenda a proposta do título.

“Meu nome não é importante. O que é importante é o que irei fazer. Eu simplesmente odeio este mundo e os vermes humanos alimentando-se de seus corpos. Toda a minha vida é fria, um ódio amargo e eu sempre quis morrer violentamente. É hora da vingança e nenhuma vida merece ser salva, e levarei para a cova o máximo que puder. É hora de matar e de morrer. A minha cruzada genocida começa aqui.”

Armado até os dentes, a partir deste momento o personagem sai às ruas matando todos os inocentes que encontra pela frente, sem motivo algum, sem zumbis os ameaçando, sem alienígenas tentando dominar o mundo e sem um exercito inimigo o perseguindo, apenas a mais pura violência gratuita que a mídia tanto gosta de explorar.

Segundo a Destructive Creations, o Hatred é uma resposta à tendência politicamente correta que apareceu na indústria de games, assim como a tentativa de vendê-los como arte de alto nível enquanto deixam de lado o entretenimento e se consideramos o quão divertido deve ser colocar uma arma na boca de uma mulher e explodir o seu cérebro ou esfaquear inúmeras vezes alguém caído no chão, talvez eles tenham razão.


A repercussão em torno do jogo tem sido tão negativa que até mesmo a Epic Games resolveu agir. Como o título está sendo feito com a Unreal Engine 4, os poloneses acharam uma boa ideia utilizar o logo da ferramenta no trailer, mas os criadores do kit de desenvolvimento pediram que ele fosse retirado e embora eles não admitam isso, preferindo alegar que a marca foi utilizada sem autorização, na verdade não queria ver seu nome associado a algo tão controverso.

Particularmente acho o jogo de extremo mau gosto, algo que até poderia ter feito algum sentido há uns 20 anos, mas que hoje não tem motivo para existir, principalmente por estarmos vivendo um momento complicado onde pessoas da indústria são ameaçadas simplesmente por expressarem suas opiniões e defenderem suas ideologias.

Isso não quer dizer que eu seja a favor de que alguém se intrometa na criação e proíba o lançamento do Hatred, no entanto, me questiono se é esse tipo de game que quero jogar (não, não é!) e chego a pensar que se no cinema a violência gratuita pode entreter de uma maneira chocante, nos games ela normalmente faz a mídia parecer um adolescente revoltado que quer mostrar que cresceu, não percebendo o quão ridículas são suas atitudes.


PS: Para piorar ainda mais a imagem do projeto, o site Fuck No Video Games descobriu que o CEO da Destructive Creations, Jarosław Zieliński, apoia o Polska Liga Obrony, um grupo de extrema direita que entre outras cosias defende a islamofobia a a xenofobia. É, pelo jeito essa história ainda renderá muito.


Fonte: http://meiobit.com/301056/hatred-violencia-gratuita-e-o-medo-da-epic-games/

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 11:34
Vi o trailer(que foi colocado como privado agora) e achei um mimimi do caralho. Ja vimos jogos mais violentos que isso. E sinceramente, não existe justificativa pra violência. Ela não é correta em nenhum ponto. Se acha ruim, não joga/compra, se é pai, não compre pro seu filho, classificação indicativa existe pra isso.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Dopefish
Moderador
Moderador
Mensagens : 26262
RetroPontos : 7449
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 31
Localização : Nuuk, Groenlândia

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 11:54
postando pra ver o trailer

______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA DOS USUÁRIOS DE 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE
PANELA VEM METEORO
PANELA ITALIANOS FASCISTAS
PANELA VOLTA PANGEIA
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 11:55
Dopefish escreveu:postando pra ver o trailer


______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
VRebuli
Socio do Forum
Socio do Forum
Mensagens : 8901
RetroPontos : 4845
Data de inscrição : 04/02/2013
Idade : 28
Localização : ES

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:00
Pow, eu gosto dessa música do LP, nada a ver com assassinatos sem motivos :tudobem:
avatar
Dopefish
Moderador
Moderador
Mensagens : 26262
RetroPontos : 7449
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 31
Localização : Nuuk, Groenlândia

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:00
Carmaggedon, POSTAL e Manhunt mandam beijos.


______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA DOS USUÁRIOS DE 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE
PANELA VEM METEORO
PANELA ITALIANOS FASCISTAS
PANELA VOLTA PANGEIA
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:01
O trailer original não tinha essa musica.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:02
Achei o original:


______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Dopefish
Moderador
Moderador
Mensagens : 26262
RetroPontos : 7449
Data de inscrição : 20/07/2010
Idade : 31
Localização : Nuuk, Groenlândia

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:08
É meio pesado mesmo.

______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA DOS USUÁRIOS DE 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE
PANELA VEM METEORO
PANELA ITALIANOS FASCISTAS
PANELA VOLTA PANGEIA
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 12:08
Dopefish escreveu:É meio pesado mesmo.

De fato, mas não pro mimimi gerado em cima dele.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
Bonatti
Moderador
Moderador
Mensagens : 41635
RetroPontos : 22221
Data de inscrição : 23/07/2010
Idade : 29
Localização : São Paulo
http://www.facebook.com/profile.php?id=1274665507

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 19:10
Pesado, mas mimimi desnecessário.... não vi nada ai que não tinha visto em Postal, que hoje é cult e tem até filme.

Also, eu adoro esse estilo de jogo e esse é o primeiro a ter um gameplay diferente em muito tempo, no sentido física e reação dos inimigos aos tiros e tal.... não me interesso por esse jogo, mas adoraria um Dead Nation 2 sendo feito com essa "engine".

______________________ Assinatura ______________________

OUÇAM MINHA BANDA, DARK INQUISITION, NO SPOTIFY!
https://open.spotify.com/artist/11fYa3b3AGDG3IxyN1Qt58

http://www.superamibos.com/

Consoles, Perfis, Gametags e Acessórios:


Playstation 4
PSN: GBonatti


Nintendo Switch
Friend Code: 1909-3655-7582x


Playstation 3 Super Slim HD 250GB
PSN: GBonatti


WII U Black
Nintendo Network: GBonatti


Nintendo Wii

Nintendo 3DS Cosmo Black
Bonatti
Friend Code: 5112 - 3827 - 0556


PC:
INTEL I7 4790 3.60GHZ 4ª GERAÇÃO
16GB DDR3
SSHD 1TB
GTX 1080 TI
Steam: B0NATTI
Origin: GBonatti


Super Nintendo - Mega Drive - Sega CD - Game Boy Color - Nintendo 64


Twitter: G_Bonatti
avatar
yon
Lenda Urbana
Lenda Urbana
Mensagens : 22932
RetroPontos : 8653
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 31
Localização : bélzonte - MG

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 19:13
Acho que fizeram um trailer pra ser bem polêmico, pq se for ver, tem nada de novo nisso...

Mas o povo adora ragear esses games, sempre que é anunciado um novo todo mundo critica, dá 1~2 anos, tão as mesmas pessoas jogando, sem nem pensar nessas questões.
avatar
Antonio Neto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28910
RetroPontos : 14778
Data de inscrição : 19/07/2010
Idade : 32

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 19:33
Eu acho que a questão é mais complexa do que a violência desse jogo comparada com a de outros jogos.

Pelo que foi apresentado até o momento, é totalmente baixo, do ponto de vista criativo, um jogo que simplesmente diz "mate um monte de gente indefesa", contextualizado com massacres na gringolândia, onde pessoas indefesas inocentes foram mortas sem a chance mínima de defesa.

Imaginem um jogo onde o objetivo é entrar numa boate e causar um incêndio para matar pessoas, imitando a boate Kiss. Qual a graça? Qual o desafio?

Eu vejo uma diferença entre esse jogo e GTA, onde você pode deliberadamente chacinar e causar o caos. No GTA você PODE fazer isso, mas o jogo não pede. Tem muita violência lá, mas é dentro de um contexto, não é "matar por matar". Acredito que a imersão seja prejudicada quando algo tão raso seja apresentado assim.

Carmageddon, acredito eu, que sofreu mais do que o merecido. Matar pedestres não era o objetivo, apenas dava recompensas.

É triste ver uma empresa como a EPIC fazendo algo assim para chamar a atenção. Nunca considerarei que um jogo deverá ser proibido por violência, esse caso não é exceção. Mas talvez pudessem ser proibidos por terem ideias fracas.

______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA CUECA BOXER
PANELA VEM METEORO
PANELA DOS USUÁRIOS 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE

STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo
avatar
Guitto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28302
RetroPontos : 16395
Data de inscrição : 18/03/2011
Idade : 32
Localização : Porto Alegre

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 20:47
Antonio Neto escreveu:Eu acho que a questão é mais complexa do que a violência desse jogo comparada com a de outros jogos.

Pelo que foi apresentado até o momento, é totalmente baixo, do ponto de vista criativo, um jogo que simplesmente diz "mate um monte de gente indefesa", contextualizado com massacres na gringolândia, onde pessoas indefesas inocentes foram mortas sem a chance mínima de defesa.

Imaginem um jogo onde o objetivo é entrar numa boate e causar um incêndio para matar pessoas, imitando a boate Kiss. Qual a graça? Qual o desafio?

Eu vejo uma diferença entre esse jogo e GTA, onde você pode deliberadamente chacinar e causar o caos. No GTA você PODE fazer isso, mas o jogo não pede. Tem muita violência lá, mas é dentro de um contexto, não é "matar por matar". Acredito que a imersão seja prejudicada quando algo tão raso seja apresentado assim.

Carmageddon, acredito eu, que sofreu mais do que o merecido. Matar pedestres não era o objetivo, apenas dava recompensas.

É triste ver uma empresa como a EPIC fazendo algo assim para chamar a atenção. Nunca considerarei que um jogo deverá ser proibido por violência, esse caso não é exceção. Mas talvez pudessem ser proibidos por terem ideias fracas.

Não concordo. Não há contexto que justifique a violência pra mim, as pessoas precisam entender que isso é do ser humano, é do mundo. A violência existe(seja ela gratuita ou com finalidade, no fim das contas É VIOLÊNCIA e alguém se fode) portanto, fazer uma choradeira do caralho em cima pra mim é exagero.

Óbvio que NÃO É meu tipo de jogo, e óbvio que achei raso e sem criatividade alguma. Mas o exagero de politicamente correto me da no saco DO MESMO JEITO.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi
avatar
dukemagus
Frenetico
Frenetico
Mensagens : 4283
RetroPontos : 4711
Data de inscrição : 27/04/2011
Idade : 27
Localização : Gravataí/RS

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 20:56
É um jogo imoral, mas acho que o próprio mercado é melhor juiz que nós para esse tipo de jogo: pessoas vão se sentir ofendidas e não vão comprar. se comprarem pela curiosidade e o jogo for ruim, não vão jogar.

E concordo que hoje a MÍDIA EM TORNO DOS VIDEOGAMES está chata e dramática pra caralho. Veja mimimi desgraçado sobre dragon's crown e bayonetta 2 só porque tinham personagens femininas sensualizadas.

Deixa o jogo acontecer e não tente limitar a liberdade criativa das pessoas. Se você for ouvir gente "socialmente progressiva" ou que "defende a moral e os bons costumes" na hora de criar jogos, Doom, Duke Nuken, Hexen, Quake, Unreal e até SUPER MARIO não existiriam.


O que me azeda nesse jogo são as críticas, que SEMPRE, SEMPRE encontram lugar na mídia com maior alcance. Games são um "vilão gratuito" para eles, criar polêmica gera ódio e ódio dá ibope pra canal sem capacidade de criar boas matérias.

Só aguardando sair uma matéria idiota na record e a minha mãe/sogra/chefe/colega de trabalho velho e com mentalidade datada começar a meter "aquela matéria que apareceu no domingo" numa conversa qualquer para me encher o saco
avatar
dukemagus
Frenetico
Frenetico
Mensagens : 4283
RetroPontos : 4711
Data de inscrição : 27/04/2011
Idade : 27
Localização : Gravataí/RS

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 21:02
Aliás, se o assunto é criar um game imoral para gerar controvérsia, ficaram atrás dos asiáticos de novo.

http://en.wikipedia.org/wiki/RapeLay

matar gente é ruim, e logo aparece a polícia e você cedo ou tarde vai se foder (o que para mim é o mais perto de uma lição que você tira de um game desses). Agora um jogo onde o objetivo é perseguir e estuprar mulheres (e a mãe delas), que não se defendem com direito a um final em que você engravida elas me soa bem mais pesado. Estupro e gravidez causada por estupro é um assunto bem mais frequente e próximo da realidade do que malucos causando chacinas
avatar
Ryo_Hazuki
Frenetico
Frenetico
Mensagens : 4275
RetroPontos : 3448
Data de inscrição : 04/01/2012
Idade : 35
Localização : Piratini

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 21:45
Rapelay é bem mais foda mesmo ao que parece.
avatar
Antonio Neto
Moderador
Moderador
Mensagens : 28910
RetroPontos : 14778
Data de inscrição : 19/07/2010
Idade : 32

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 22:01
Guitto escreveu:Não concordo. Não há contexto que justifique a violência pra mim

Bom, no "realworld", auto defesa ou defesa de terceiro.


Guitto escreveu:as pessoas precisam entender que isso é do ser humano, é do mundo. A violência existe(seja ela gratuita ou com finalidade, no fim das contas É VIOLÊNCIA e alguém se fode) portanto, fazer uma choradeira do caralho em cima pra mim é exagero.

Sair matando não me parece "do ser humano". Existem graus de violência, e motivos, e contextos...

Guitto escreveu:Óbvio que NÃO É  meu tipo de jogo, e óbvio que achei raso e sem criatividade alguma. Mas o exagero de politicamente correto me da no saco DO MESMO JEITO.

Aí concordamos, minha birra é com isso. Pois Manhunt é muito mais agressivo, assim como filmes Hostel da vida e não me manifesto de maneira desfavorável quanto a eles.

______________________ Assinatura ______________________

PANELA HUE
PANELA CUECA BOXER
PANELA VEM METEORO
PANELA DOS USUÁRIOS 2010
PANELA BOLACHA MASTER RACE

STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo
avatar
Lord Raiden
Frenetico
Frenetico
Mensagens : 4207
RetroPontos : 3520
Data de inscrição : 22/05/2012
Idade : 41
Localização : Vila Velha - Amen

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

em Seg 20 Out 2014, 22:54
mais um game mimimi que vão jogar e depois esquecer

vão fazer tanta propaganda para ele que vai vender muito, mas depois pfff, mais nada

eu vou pegar só pra ver como é, mas sei que vou deixar de lado como fiz com dead nation.
Conteúdo patrocinado

Re: Hatred, violência gratuita e o medo da Epic Games

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum