RETRO GAMES BRASILConectar-se

reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

Compartilhe

descriptionreservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
ATENÇÃO: tópico trazendo spoilers sobre os jogos anteriores da saga, leitura recomendada apenas àqueles que:
- já jogaram a franquia toda e querem tirar dúvidas;
- não se importam em saber de pontos importantes antes de jogar a franquia
- querem aprender tudo antes de começar pelo 5.

Dentro do possível, evitarei spoilers em detalhes, porém a sequência dos fatos pode tornar as coisas óbvias.

-------------------------------------------------

Qual a intenção do tópico?

Com a franquia encerrada em The Phantom Pain, muitas coisas foram, ao longo da série, modificadas, e todas elas têm várias co-relações. O jogo nem sempre apresenta elas de maneira direta ou cronológica, então o tópico buscará novos pontos de vista para melhor entendimento do enredo.


CRONOLOGIA:

Como os jogos não foram lançados na ordem direta, é importante sabermos a ordem temporal de cada jogo. Jogos não citados não fazem parte do cânone. Portable Ops, por não ter sido escrito por Kojima, não é totalmente canônico, sendo levemente abordado no tópico.

ANO DOS FATOS - JOGO - LANÇAMENTO
1964 – MGS3 Snake Eater (2004)
1970 – MGS Portable Ops (2006)
1974 – MGS Peace Walker (2010)
1974/75 – MGS Ground Zeroes (2014)
1984 – MGS The Phantom Pain (2015)
1995 – Metal Gear (1987)
1999 – Metal Gear 2 Solid Snake (1990)
2005 – Metal Gear Solid (1998)
2007/09 – MGS2 Sons of Liberty (2001)
2014 – MGS4 Guns of the Patriots (2008)
2018 – Metal Gear Rising (2013)



A série principal cobre a história protagonizada por Solid Snake (David), Big Boss / Naked Snake (John) e Raiden (Jack).

Como os jogos acabam alternando passado e "presente", e tendo protagonistas de nomes parecidos, é bom diferenciá-los.

Big Boss / Naked Snake nasceu em 1935 e protagonizou os jogos Snake Eater, Portable Ops, Peace Walker, Ground Zeroes e The Phantom Pain.

Solid Snake é um dos clones de Big Boss, nasceu em 1972 e protagonizou Metal Gear, Metal Gear 2, Metal Gear Solid, Metal Gear Solid 2 e Metal Gear Solid 4.

Por fim, resta apresentar o que há de comum em todos os jogos: os antagonistas sempre usam, para atingir seus objetivos, direta ou indiretamente, um tanque bípede ambulante capaz de ataques nucleares, mais conhecido como Metal Gear.

Última edição por Antonio Neto em Qua 09 Dez 2015, 18:24, editado 6 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz





PATRIOTS, PHILOSOPHERS e WISEMEN´S COMMITTEE


Todos esses grupos se sucedem e compartilham raízes e interesses parecidos. Suas origens remontam até o ano de 1765. Porém, é no início do século XX que eles influenciam a história de MGS de maneira efetiva, a ponto de controlar a nação norte-americana.

A seguir, um relato cronológico dos jogos, com foco quase exclusivo na relação dos Patriots e os enredos, sem aprofundar ou citar eventos paralelos importantes.


------------------------------------------------------------------------------------


Em MGS3, é dito que o Wisemen's Committee fundou os Philosophers após a 1a Guerra Mundial, composto por líderes dos EUA, China e URSS, possuindo um legado composto por uma grande quantia de dinheiro planejada para a reconstrução de países afetados pela guerra.

Na década de 1930, os membros originais já estão mortos. Os três grupos de herdeiros (respectivos aos países acima mencionados), começam a brigar pelo legado. Tal disputa alimenta também a Guerra Fria, com cada grupo fortalecendo seu respectivo país.

Volgin, na URSS, havia conseguido trazer Boss para seu lado, porém ela fazia isso sobre o comando da CIA, para ter acesso ao legado dos Philosophers. O problema é que Volgin acabou usando uma arma americana, trazida por Boss, em pleno solo russo, o que fez com que os EUA tivessem que provar sua inocência eliminando a Boss (e Volgin) a fim de evitar uma nova Guerra Mundial.

Ao fim do jogo, com o sucesso da missão liderada por Major Zero, o diretor da CIA mente sobre a posse do legado em favor da vertente norte americana dos herdeiros, de posse dos fundos, acaba fundando os Philosophers americanos.


------------------------------------------------------------------------------------


Nos anos 70, os Philosophers americanos estavam sofrendo com conflitos entre a CIA e o departamento de defesa do Pentágono. Assim, Zero decidiu reformular os Philosophers.

Em Portable Ops Zero faz Ocelot encontrar as identidades de todos os Philosophers, assim como a localidade de seus fundos. Ocelot elimina os Philosophers americanos (diretor da CIA incluso, de modo a parecer um suicídio) e é convidado para fundar os Patriots. Ocelot concorda, sob a condição de Big Boss também estar no grupo.


------------------------------------------------------------------------------------




Em sequência a isso, como revelado em MGS4, Zero formou os Patriots com Big Boss, Sigint (Donald Anderson), Para-Medic (Dr. Clark), Ocelot e EVA, com a proposta de unir o mundo segundo a visão da The Boss.

Zero usava sua influência para propagar a imagem de Big Boss para o mundo como a de um ícone, e Big Boss não gostava dessa manipulação. Além disso, Zero tinha uma interpretação muito tirânica da visão da Boss, e diferente da interpretação de outros membros dos Patriots.

Zero estava muito poderoso e ganancioso, havendo muitas discordâncias entre os membros quanto ao significado da mensagem da Boss e ao modo de se atingir seu objetivo. Big Boss então sai dos Patriots


------------------------------------------------------------------------------------


Em Peace Walker, 1974, Big Boss estava vinculado ao grupo Militaires Sans Frontieres. A vertente dos Patriots a favor de Zero, oculta sobre o nome "Cipher", envia Paz (Pacifica Ocean) como agente triplo da CIA e KGB para confrontar Big Boss e forçá-lo a se reunir aos Patriots.

Sem sucesso, usam Paz para forjar um ataque nuclear na costa leste, incriminando o grupo de Big Boss. Kazuhira Miller estava vinculado aos dois lados de maneira neutra, tendo recebido propostas de Cipher para ampliar os MSF, mas não aceitou o fato de Cipher querer incriminar os MSF.


------------------------------------------------------------------------------------


Nos anos 90, Big Boss tentou dois golpes de estado contra Zero. A primeira em Outer Heaven (Metal Gear) e a segunda em Zanzibar (Metal Gear 2).

Solid derrotou Big Boss ambas as vezes, permitindo que Zero mantivesse Big Boss em coma induzido, preservando a imagem de Big Boss como ícone dos Patriots. Mas isso fez com que Eva e Ocelot secretamente desistissem dos Patriots.


------------------------------------------------------------------------------------


A debandada de membros dos Patriots fez com que Zero fosse substituindo os membros ausentes por Inteligências Artificiais, batizadas com os nomes dos presidentes americanos - tecnologia essa desenvolvida na época de Peace Walker com a ajuda de Sigint.

A longo prazo, Zero usava as AIs para resolver o fato de estar velho e ser mortal, além de diminuir os problemas com sua falta de confiança em outras pessoas.

Na virada do ano 1999 para 2000, havia o temor de um pane em computadores que não identificassem a mudança dos dois últimos dígitos como um novo milênio, causando uma pane geral. Assim, sob o disfarce de um programa que evitasse isso, as AIs de Zero foram espalhadas pelos computadores militares e governamentais, assim como tendo domínio sobre a internet e a população.

Elas manipulavam informações, a ponto de conseguirem eleger George Sears (Solidus), clone perfeito de Big Boss, para a presidência dos EUA.


------------------------------------------------------------------------------------


Em MGS1, com Solidus está na presidência, mas secretamente é contra os Patriots. Junto a Ocelot, provoca Liquid Snake e a FOXHOUND a se revoltar contra o governo.

Liquid e seu grupo FOXHOUND sequestram a ilha de Shadow Moses, que hospedava armas nucleares e o projeto do governo Metal Gear REX. O grupo demanda que o governo entregue a eles os restos mortais de Big Boss, a fim de criar um exército superior por meio de terapias genéticas.

Diante da gravidade dos eventos em Shadow Moses, os Patriots injetam o vírus FOXDIE (por meio de Naomi) em Solid, sem ele saber, e o enviam para a ilha para infectar mortalmente os traidores do governo (os FOXHOUND).

Durante a trama, Ocelot mata Sigint (Donald Anderson), que estava na ilha para supervisionar os testes de REX, e encobre a intenção de matar um Patriot original (aliado de Zero) alegando acidente durante uma tortura, e também porque Donald havia descoberto o papel duplo de Ocelot.

Ao fim da trama, os Patriots perdem a vantagem militar que tinham com REX, já que seus dados e projetos caíram no mercado negro graças a Ocelot. Solidus é desmascarado, punido com sua retirada da presidência, e só não foi morto por intervenção de Ocelot.

Como o resultado da missão não foi do agrado dos Patriots, eles desenvolvem o S3, para simular os acontecimentos de Shadow Moses e tentar um novo resultado conforme a vontade deles.


------------------------------------------------------------------------------------


Em MGS2, Com os dados de REX no mercado negro, a marinha americana, á parte do governo, começa a desenvolver uma arma superior, RAY. Na mesma época, Snake, agora com status de herói devido à sua intervenção em Shadow Moses, funda com Otacon a Philantropy, entidade não governamental destinada a combater a tecnologia Metal Gear.

Os Patriots então precisam tanto eliminar o RAY da marinha, quanto a Philantropy. E querem fazer isso incriminando Solid de atacar um petroleiro da marinha, enquanto na verdade sequestram RAY.

Para isso, fazem Emma Emmerich, irmã de Otacon, vazar informações do transporte de RAY para Otacon. Tendo a marinha e Solid em um mesmo navio, Ocelot intervem com a ajuda de um exército russo, obviamente traído por Ocelot após ele tomar posse de RAY.

Nessa oportunidade, Ocelot, que havia implantado o braço de Liquid para substituir aquele que perdeu em Shadow Moses, começa a manifestar a personalidade de Liquid.

O navio usado pela marinha para carregar RAY era um petroleiro falso, e no local onde foi afundado, os Patriots construiram Big Shell, sob o pretexto de limpar o petróleo ali vazado, mas servindo, na verdade para contruir Arsenal Gear, uma fortaleza móvel com capacidade de monitorar e controlar comunicações eletrônicas, como os Patriots quisessem, por meio da AI chamada GW, programada por Emma.

Solidus traiu os Patriots novamente, e pretendia tomar posse do Arsenal Gear para ter acesso às informações pessoais deles. Porém, com a ajuda de Emma e Raiden, é Otacon e Solid quem conseguem ter acesso a elas, para descobrirem que os Patriots estão mortos a mais de 100 anos - e que um deles era um dos maiores contribuintes do grupo formado pelos dois, de maneira a manipulá-los e enganá-los.


------------------------------------------------------------------------------------


A longo prazo, a programação das AIs de Zero era projetada para controle político e econômico, mas acaba transformando os EUA do século XXI em uma nação que se sustenta pela guerra, sempre preocupada em fomentar pequenos conflitos armados ao redor do mundo - e lucrar com isso.

Nesse contexto, surgem 5 empresas militares privadas tidas como as mais poderosas do mundo.

Em MGS4 Ocelot está totalmente dominado pela personalidade de Liquid, e organiza essas 5 grande empresas sob o mando de uma empresa mãe denominada OUTER HAVEN. Unidas, elas seriam muito poderosas militarmente, e também superiores ao grande poder militar americano (e dos Patriots).

Ocelot na verdade usou de hipnose, drogas, nanomáquinas e psicoterapias para se passar por Liquid da maneira mais perfeita possível, e convencer os Patriots de que ele era Liquid.

Isso porque Liquid visava o ideal anárquico caótico que os Patriots combatiam. Então Ocelot quis reviver e personalizar a maior ameaça que eles tiveram, forçando-os a ajudarem quem fosse, até mesmo Solid e Otacon, que queriam o fim de Liquid mas também dos Patriots.

Ocelot, de posse da railgun de Metal Gear Rex e de Arsenal Gear, planeja destruir o satélite que hospeda a AI dos Patriots, JD, e acabar com os Patriots.

Os Patriots então favorecem as condições para que Solid e Otacon consigam enfrentar Liquid Ocelot, e eles planejam invadir a fortaleza Arsenal Gear de Ocelot e destruir sua AI tomada dos Patriots, GW.

Naomi e Sunny desenvolvem um malware que Solid usa em GW. Mas não só atingem essa AI, como acessam assim toda a rede das AIs dos Patriots e as anulam. Chega também a vez dos Patriots de verdade acabarem, uma vez que Zero era o único membro vivo, e morre após anos em estado vegetativo.

Última edição por Antonio Neto em Seg 08 Set 2014, 10:14, editado 6 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz



THE BOSS e REVOLVER OCELOT


-------------------------------------------




THE BOSS

Personagem que dá o gatilho em quase tudo no jogo. A soldada americana também conhecida como The Joy, Voyevoda e Mercury Lady tem vários papéis na trama.

É mãe de Ocelot, fundadora e líder da Cobra unit, mentora e figura materna de Naked Snake, e o mais importante, é filha de um dos membros originais dos Philosophers.

Foi ela quem liderou a vitória da Batalha da Normandia, na 2a Guerra Mundial, junto com a Cobra unit. Baleada grávida em campo de batalha, resultando em um parto forçado, sofreu uma cesariana que deu à luz a Ocelot, com a ajuda do pai da criança, o membro da Cobra unit The Sorrow. Graças às circunstâncias do parto, The Boss carrega uma cicatriz enorme, em forma de cobra, no torso.

Devido a diferenças políticas desenvolvidas durante a Guerra Fria, foi a própria Boss quem acabou matando Sorrow.

Em MGS3, ocorrido após a Segunda Guerra Mundial, em plena Guerra Fria, The Boss tem o papel de antagonista, uma vez que ela toma posse de uma bomba americana e parte com seu grupo para a URSS e se une a Volgin.

Logo no início da história, Boss dá uma surra em Snake, para forçá-lo a não se envolver (e acabar morrendo) no conflito que ali se inicia. Ao fim da luta, Snake acaba ficando com a bandana usada por Boss, acessório que ele usou de ali em diante em sinal de seu afeto por ela.

Durante a missão Snake Eater, Volgin percebe que Boss dá sinais de estar protegendo Snake. Assim, enquanto Snake é submetido a uma sessão de tortura, Volgin pede que Boss prove sua lealdade arrancando os olhos de Snake. Boss é interrompida por Eva, mas a cena prossegue com Snake amarrado atingindo Ocelot, que lhe atinge acidentalmente com um tiro no olho direito.

Ao fim, é revelado que The Boss não traiu os EUA em favor da URSS. Ela fingiu fazer isso para ter acesso a Volgin e a localização do Philosophers Legacy, para trazê-lo à America. A parte final da missão era sacrificar sua honra e morrer pelas mãos de Snake, passando por traidora, para provar a inocência dos EUA quanto à bomba americana lançada por Volgin em território russo.

Outra motivação da CIA era de eliminar Boss em razão de seu carisma excessivo. Ao completar sua missão, Snake recebe de Boss o Philosopher's Legacy.


CURIOSIDADES

Na batalha contra Snake, Boss usa uma arma chamada Patriot.

O visual da Boss foi inspirado pela atriz Charlotte Rampling.

Kojima inicialmente queria que no fim de MGS3 ela usasse uma roupa azul como a usada por Solid Snake, idéia abandonada nos momentos finais. Também foi cogitado que Boss usasse segunda arma além da Patriot, e óculos de tiro para esconder suas lágrimas.

Enquanto fazia a captura de movimentos da cena final entre Snake e Boss, a atriz Eriko Hirata, já ciente do desfecho da cena, ficou tão comovida que caiu em lágrimas.

Em 2012, Kojima disse ter interesse em criar uma nova história com Boss como protagonista.



----


OCELOT


O pistoleiro também atende pelas alcunhas de Adam, Adamska, Shalashaska, Major Ocelot, Liquid Ocelot.

Em MGS3, ocupa a posição de major da GRU/Spetnaz, sob o comando do General Volgin.

É após seu primeiro encontro com Naked Snake que ele desenvolve interesse por revólveres, ao invés de pistolas, devido á sua tendência de absorver o coice das armas com o cotovelo e gostar da adrenalina no momento de recarregar as balas no tambor.

Em razão dos vários vínculos, naturais e políticos, em MGS3 ele acaba fazendo papel de agente triplo, atuando para KGB, EUA e Philosophers. Seu papel era o de acompanhar e ajudar Naked Snake, apesar de tal missão ter ficado um pouco comprometida com a intromissão da espiã chinesa Eva. Mesmo assim, Ocelot e Snake acabam nutrindo uma espécie de rivalidade e respeito mútuo.

Em Portable Ops, Ocelot assassina seu superior na DCI para ter acesso às identidades dos Philosophers, informação repassada a Zero, que o convida para formar os novos Patriots.

Em MGS1, é membro da FoxHound, mestre em interrogatórios e mão direita de Liquid Snake. Durante um duelo contra Solid Snake, acaba sendo atacado pelo Cyber Ninja, Gray Fox, e perde a mão direita.

Ao fim do jogo, é revelado que ele estava aliado do Presidente americano. Ao momento, era George Sears, o Solidus Snake, também clone de Big Boss.

Ocelot usou sua amizade e influência com Sergei Gurlukovich (Sergei e Ocelot planejavam reestruturar a Rússia) para aumentar ainda mais o arsenal dos terroristas que dominaram Shadow Moses.

Durante os acontecimentos em Shadow Moses, matou Donald Anderson (Sigint). A princípio, foi uma morte acidental que impediu Liquid de ter acesso aos códigos de ativação de Metal Gear REX, mas na verdade foi uma morte intencional motivada pelo fato de Donald ter descoberto que Ocelot não estava de fato ao lado dos terroristas. Ocelot agia em conjunto com os Patriots sem lhes ser fiel, enquanto Donald era fiel a eles.

Ao fim, Ocelot entrega os dados de Rex a Solidus.

Em MGS2, retorna com uma mão direita implantada diretamente do corpo de Liquid Snake. Em virtude disso, começa a agir como se seu corpo e mente fossem possuídos pelo mesmo, quando próximo a Solid Snake.

Após fingir aliança com Sergei Gurlukovich, que pretendia sequestrar o Metal Gear Ray, acaba traindo este e sequestrando Ray sozinho.

Anos após, se junta a Solidus e mais outros terroristas formando o grupo Sons Of Liberty, com a intenção de dominar Big Shell, que na verdade hospedava a construção de Arsenal Gear. Solidus queria dominar Arsenal Gear e eliminar os Patriots, sem saber que Ocelot era um deles.

Ocelot acaba personificando Liquid e rouba RAY, enquanto Raiden e Solid neutralizam Arsenal Gear e sua AI.

Em MGS4, ele age como uma mistura de Liquid Snake e Revolver Ocelot. Em sua luta contra os Patriots, Ocelot acaba liderando a companhia Outer Haven, que comanda as 5 maiores companhias militares privadas do mundo.

Seu próximo passo é desarmar os Patriots, tomando conta do SOP, sistema eletrônico dos Patriots que controla todas as armas e soldados modernos.

Solid consegue invadir a fortaleza de Ocelot, Arsenal Gear, e injetar um vírus para neutralizar a AI dos Patriots que ali funcionava. Outro efeito do vírus foi atingir as outras AIs dos Patriots.

Com o fim dos Patriots, Ocelot desafia Solid para uma luta sem armas, ocasião em que revela ter induzido as possessões de Liquid por meio de hipnose e nanomáquinas, com o intuito de enganar a AI dos Patriots se passando por Liquid.

Apesar de aparentar ter morrido de exaustão após o combate com Solid, sua morte foi causada por uma nova FoxDie, implantada em Solid por Drebin.

Última edição por Antonio Neto em Qui 25 Dez 2014, 17:05, editado 8 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz




METAL GEAR 1

Operação Intrude N313





A 200 km ao norte de Galzburg, na África do Sul, fica a fortaleza Outer Heaven, um Estado fortificado fundado por um lendário mercenário durante os anos 1980.

Em 1995, os governos ocidentais receberam informações de que essa fortaleza estaria construindo uma arma de destruição em massa. O governo norte americano convoca então a Unidade de Forças Especiais de Alta Tecnologia FOXHOUND, comandada pelo lendário soldado Big Boss, para infiltrar a fortaleza, controlar a situação e anular a arma.

A missão foi dada a Gray Fox, um dos melhores agentes da FOXHOUND. Ele conseguiu entrar na base, obteve informações sobre a nova arma ali desenvolvida, mas foi capturado assim que comunicou á FOXHOUND sobre o Metal Gear.

Dias após a captura de Gray Fox, o novato Solid Snake é convocado para sua primeira missão na FOXHOUND, comandada por Big Boss. Snake deve resgatar Gray Fox e descobrir a verdade sobre o Metal Gear.

Snake invade a base, e recebe apoio por rádio de Big Boss. Snake é capturado propositalmente, para ter acesso a Gray Fox, e descobrir que Metal Gear é um tanque ambulante capaz de um ataque nuclear a partir de qualquer terreno, apesar de ainda não estar ativo. Snake então deve encontrar o Dr. Drago Pettrovich Madnar, criador do Metal Gear, e único que sabe como destruí-lo.





Solid continua sua missão procurando Dr. Madnar, passando até a encontrar um sósia falso seu em uma tentativa suicida de matar nosso herói. Solid encontra o verdadeiro Dr. Madnar, que só aceita dizer como derrotar Metal Gear após Solid salvar sua filha, Ellen, que também está presa.

Solid encontra Ellen, que conta que seu pai foi forçado a desenvolver o Metal Gear contra sua vontade.

Então Dr. Madnar dá a localidade do Metal Gear, que está no centésimo andar. Para destruí-lo, Solid precisa usar explosivos plásticos nos pés dele, em ordem específica.

Conforme Solid enfrentava os inimigos e obstáculos, Big Boss começa a agir de maneira estranha, dando informações erradas e até mesmo ordenando  o abandono da missão.

Após receber ajuda via rádio de Jennifer sobre como prosseguir, ela pede a Solid que ele salve seu irmão, ameaçando não ajudar mais caso ele se machucasse.

Solid enfrenta Dirty Duck e salva o irmão de Jennifer, que ensina Solid a fugir da fortaleza.

De volta ao prédio que abrigava o Metal Gear, Solid recebe informações de Schneider sobre o verdadeiro líder de Outer Heaven, mas a conversa é interrompida antes do fim.

Solid chega ao Metal Gear, e coloca as bombas para destruí-lo. Após as explosões, é iniciada a auto destruição de Outer Heaven. Ao iniciar sua fuga, Solid encontra o mercenário líder de Outer Heaven, que era exatamente Big Boss.





Big Boss diz que Solid foi escolhido para poder ser manipulado por ele. Big Boss sente que teve seu orgulho ferido demais e que não morreria sozinho. Solid derrota Big Boss e foge. A base é bombardeada.

Outer Heaven e Metal Gear foram destruídos, mas Big Boss consegue sobreviver junto com alguns mercenários e membros da Resistência, jurando vingança contra Solid.



-------------


[center]



METAL GEAR 2

A ação ocorre em Zanzibar, 1999, logo após ficar independente da Rússia. Porém, o país começa a atacar depósitos nucleares ao redor do mundo e roubando o que sobrava, se tornando um dos poucos países com poder nuclear. Também começou a invadir países vizinhos.

Junto a isso, o cenário econômico do petróleo entra em crise, com o desenvolvimento de novas tecnologias de fonte de energia. Como os veículos e o mundo em geral ainda usava combustível fóssil, e este estava com as reservas baixas, o mundo se prepara para procurar até mesmo em desertos novas fontes de petróleo.

Eis que surge o cientista tcheco Dr. Kio Marv, que por meio da bio engenharia cria uma nova espécie de alga, OILIX, que poderia sintetizar hidrocarbonetos similares a petróleo com pouco gasto e esforço. Marv apresentou sua descoberta em um evento em Praga, mas quando viajava para demonstrar sua descoberta nos EUA, é sequestrado por agentes de Zanzibar.

Os líderes de Zanzibar pretendem manter o mundo todo como refém, controlando o suprimento de petróleo, junto com a ameaça nuclear.


"Operação Intrude F014"

Solid Snake é tirado da aposentadoria pelo novo comandante da FOXHOUND, Roy Campbell, e enviado à Zanzibar para resgatar o Dr. Marv.

Solid chega em Zanzibar e alcança a fortaleza inimiga. Logo é contatado por Holly White, da CIA, disfarçada de jornalista, a fim de ajudar.

Solid segue o sinal do transmissor de Marv, mas lá encontra Black Ninja, que estava disfarçado como Marv. Solid o derrota e descobre que ele era Kyle Schneider, o líder da Resistência em Outer Heaven que ajudou Solid quatro anos atrás.

Ele conta a Solid o que aconteceu após eles perderem contato. NATO já tinha começado um bombardeio onde era a Outer Heaven após o sucesso da Operação Intrude N313. Isso causou a morte de muitos órfãos e refugiados, e também de membros da Resistência e da Outer Heaven. Kyle sobreviveu mas havia sido capturado por uma equipe de varredura da NATO e usado como cobaia para o projeto Black Ninja da NASA. Ele conta que Big Boss não só sobreviveu, mas também era o lider de Zanzibar Land e havia salvado os membros da Resistência sobreviventes.

Após a debandada da unidade Black Ninja, ele e muitos membros fugiram para Zanzibar Land ajudar na guerra. As últimas palavras de Schneider a Solid foram para ajudá-lo a encontrar Marv.

Encontrando o homem de Boina Verde, Solid o seguiu até encontrar um prédio. Lá, conseguiu contato via rádio com Dr. Drago Pettrovich Madnar, o desenvolvedor do Metal Gear em Outer Heaven. Ele havia sido capturado novamente para construir outro Metal Gear, e contou que o líder de Zanzibar Land era mesmo Big Boss. Madnar pede para Solid encontrar Marv e dá a ele o contato de Johan Jacobsen.

Solid tenta atravessar o deserto Nariko, quando é contatado via rádio por alguém que se identifica como "Fã n.1", o avisando de minas terrestres no caminho. Solid consegue chegar a um Hind D, que o enfrenta. Solid foge procurando mísseis Stinger no pântano, mas logo encontra o mercenário Running Man. Solid o derrota usando minas, mas descobre que os mísseis foram levados a outro lugar. Solid encontra os mísseis e derrota o Hind D.

Solid prossegue e ao entrar na segunda construção da fortaleza, é contatado por Holly, que havia sido capturada pelo inimigo. Ela pede ajuda mas não sabe dizer onde está. Solid investiga e consegue salvá-la, e ela dá uma dica do paradeiro de Marv. Solid parte em direção ao telhado, em busca de um pombo correio, e derrota Red Blaster no caminho. Solid encontra a mensagem e descobre a frequência de rádio de Marv, que não fala inglês. Madnar pede que Solid procure a agente Gustava Heffner, que tinha um uniforme inimigo.

Solid aborda Gustava no banheiro feminino, fica sabendo que Marv está seguro, e descobre o caminho para a prisão. Os três estão no caminho, e Solid fica sabendo que Gustava era casada com um homem chamado Frank Hunter, mas que quando ela quis mudar de lado para os EUA, ela teve seu asilo negado e foi mandada para fora.



Ao chegar na ponte, são atacados. Apenas Madnar conseguiu atravessar, e foi levado por soldados. Surge então o Metal Gear D, pilotado por Gray Fox. Ele ordena que Solid saia de Zanzibar Land, ou então morreria. Gustava não resistiria aos ferimentos, e entrega a Solid um broxe, que serviria como diversas chaves de acordo com a temperatura. Solid fica mais determinado ainda a derrotar Gray Fox e Big Boss.



Após lutar contra os quatro cavaleiros, Jungle Evil e Night Fright, Solid finalmente encontra a cela do Dr. Marv, mas ele está morto devido ás torturas. Madnar estava junto mas não conseguiu salvá-lo.Antes de Solid conseguir recuperar a fórmula da OILIX com Marv, Holly avisa Solid de que Madnar não havia sido capturado pelo exército de Zanzibar, mas que ele estava lá voluntariamente acompanhando o desenvolvimento do novo Metal Gear. Madnar então assume que matou Marv acidentalmente, que causou a morte de Gustava, e então ataca Snake.

Ele não consegue, e Solid volta para resgatar a fórmula da OILIX. Com a fórmula da OILIX a salvo em suas mãos, Solid fica sabendo por Madnar como derrotar Metal Gear - usando bombas nas pernas dele. Mas então Solid cai em uma armadilha e encontra Gray Fox pilotando Metal Gear D novamente. Solid derrota o Metal Gear, mas seu equipamento é danificado, permitindo que Gray Fox recuperasse o OILIX. Após perseguir Fox, Solid o encontra em um campo minado.

Solid recebe contato do especialista militar George Kasler que conta que o verdadeiro nome de Fox é Frank Jaeger, o mesmo Frank Hunter de Gustava. Solid e Fox lutam, e Solid vence. Fox conta sobre seu passado, sobre como Big Boss o ajudou várias vezes, sobre como Big Boss precisava de gueras e não vivia sem elas. Fox "morre", e Solid o diz que Gustava a esperava do outro lado.

Após derrotar Fox, Solid recupera a fórmula da OILIX, e ouve uma voz familiar. Era Big Boss. Solid diz que foi para Zanzibar Land se livrar de pesadelos que o perseguiam desde Outer Heaven, mas Big Boss disse que eles nunca iriam embora. Big Boss explicou que qualquer um que tenha experimentado a sensação de uma batalha nunca conseguiria abandonar isso, e tudo o que ele fez foi para Solid ter um lugar para se sentir liberto.

Ele então explica a Solid seu ponto de vista: "Comece uma guerra, aumente suas chamas, crie vítimas... salve eles, treine eles... e os coloque no campo de batalha." Big Boss continua, dizendo que soldados como eles nunca poderiam ter uma vida normal, que isso era impossível. Eles só se sentiam vivos no campo de batalha, e nada mais teria graça para eles. Solid decide enfrentar Big Boss.

Tendo perdido todo seu equipamento e sem armas, Solid precisou improvisar para se defender e fez uma arma com um isqueiro e um spray. Pegando Big Boss desprevenido, o derrotou pela segunda e última vez.




Solid e Holy fogem, enfrentando guardas. São resgatados por Charlie, pilotando um Sikorsky HH-64 Dragoon. A fórmula da OILIX é entregue a Campbell.

Após recusar a oferta de Campbell para voltar à FOXHOUND, Solid desaparece na vastidão do Alaska, ficando anos desaparecido.

Última edição por Antonio Neto em Qui 25 Dez 2014, 21:48, editado 14 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz




METAL GEAR SOLID


Ilha Shadow Moses, fevereiro de 2005.

Liderados por Liquid Snake, FOXHOUND e as Forças Especiais Next Generation (Genome Army) formam os Sons of Big Boss e se revoltam contra o governo americano. Capturam uma base nuclear secreta, no momento em que ela recebia a visita do chefe da DARPA Donald Anderson (Sigint), e o presidente da Armstech, Kenneth Baker, fazendo-os de reféns, junto a uma soldada que se recusa a participar do golpe, Meryl Silverburgh.

O grupo exige que o governo entregue os restos mortais de Big Boss, além da quantia de 1 bilhão de dólares, em 24 horas, para que eles possam usar terapias genéticas e criar um exército superior. Caso contrário, usarão uma das armas presentes na ilha, Metal Gear REX, em um atentado nuclear. O governo obviamente julga que as informações genéticas de Big Boss são de valor inestimável ao exército americano, então decidem agir.

O secretário de defesa Jim Houseman escolhe um ex-membro da FOXHOUND, Roy Campbell para liderar a operação. Campbell recruta Solid Snake à força, e com Naomi Hunter injeta nanomachines em Solid, além de um vírus, FOXDIE, sem que Solid saiba. Campbell diz que também tem interesse na missão por Meryl ser sua sobrinha (quando na verdade, é filha dele).

Solid deveria então ir sozinho á ilha, resgatar Donald Anderson, Kenneth Baker, descobrir qual é o poder nuclear dos terroristas e impedir um ataque. Por meio de rádio, receberia a ajuda de Nastasha Romanenko. Solid aceita a missão, desde que ele receba ordens diretamente de Campbell e que ele desse todas as informações possíveis sobre a missão.

Solid tem sucesso na infiltração por via marítma, e logo entra em contato com as assistentes Naomi e Mei Ling. Assim que avista Liquid decolando com um helicóptero russo, também recebe a ligação de seu tutor Master Miller.



Solid encontra Donald Anderson e descobre que os terroristas podem sim lançar um ataque nuclear a qualquer momento, por meio de Metal Gear REX, bastando usar os códigos pertencentes a Kenneth e Donald. Por sorte, haveria um meio de se desarmar (ou armar) o ataque usando três cartões de segurança.

Antes que Solid pudesse colocar Donald fora de risco, ele sofre um infarto fulminante. Isso porque Solid portava o vírus FOXDIE, injetado por Naomi para causar a morte dos rebeldes da ilha. Embora Donald fosse parte do governo, Solid estava conversando na verdade com Decoy Octopus, membro da FOXHOUND especialista em disfarces. Como o verdadeiro Donald já estava morto, sem que tivesse entregado seu código, Octopus usou o disfarce para tentar arrancar informações de Solid.

Solid começa a desconfiar que está recebendo menos informações do que deveria, e logo em seguida encontra Meryl, que fugiu após nocautear o guarda Johnny Sasaki. Ela estava usando um disfarce roubado de um dos soldados, e acabam se separando após a intervenção de Psycho Mantis.

Solid parte para encontrar Baker, e o encontra amarrado e cercado de bombas. Ocelot chega e duela com Solid, mas é atacado por um ninja ciborgue, que decepa a mão direita de Ocelot e foge. Após a fuga de Ocelot, Baker diz a Solid que Meryl tem uma das chaves PAL para desativar REX, e entrega a ele dados de funcionamento de REX, para serem entregues a Hal Emmerich.


Baker também conta que REX estava sendo construído de maneira obscura pelo governo, com participação de Donald Anderson. Solid pergunta a Baker sobre o ninja, e descobre que ele é um segredo sujo da FOUXHOUND. Baker pede que Solid impeça o ataque terrorista, e após explicar das capacidades de ataque nuclear de REX, sofre um infarto, como o de Donald Anderson.

Solid recebe a ajuda de Meryl para encontrar Hal / Otacon, e no caminho, recebe uma ligação misteriosa de Deepthroat o ajudando (na verdade, era Frank Jaeger).

No alojamento nuclear, Solid encontra a sala de Hal, mas é abordado pelo Ninja. Após lutarem e conversarem, Solid deduz que ele é Frank Jaeger, o Gray Fox, seu antigo parceiro da FOXHOUND, que teve que matar em Zanzibar. Solid conta sua descoberta a Campbell, e é confirmado por Naomi. Ela não revela agora, mas sabia da história por ser ter sido salva e criada por Jaeger. Frank após ser derrotado por Solid foi alvo de várias experiências e terapias pela Dr. Clark, a Para-Medic.


Solid resgata Otacon, construtor de REX, que confessa não saber que ele era uma arma nuclear, tanto que o arsenal dele era terceirizado. Também avisa que se a chave PAL não funcionar, só restará destruir REX.

Solid parte em busca de Meryl, que possui uma das chaves PAL de desativação de REX. Após encontrá-la, Psycho Mantis interfere e domina Meryl mentalmente. Após a derrota de Mantis, Solid e Meryl seguem seu caminho até REX.

Eis que surge Sniper Wolf e atinge Meryl com sua arma, a incapacitando. Solid enfrenta Sniper Wolf, mas acaba sendo rendido pelos soldados, e levado à tortura. Ocelot pega de Solid os dados entregues por Baker, tortura Solid e o coloca em uma cela.


Na cela, estava o corpo do verdadeiro Donald Anderson, já morto há dias, após morrer durante uma sessão de tortura com Ocelot, sem que tivesse entregue seus segredos. Solid troca informações com Naomi e Coronel Roy, ficando cada vez mais tenso com a falta de informações que lhe são passadas. Mesmo assim, Coronel diz que nem o presidente americano sabia de REX antes do incidente, e que o fato de os EUA estarem desenvolvendo armas nucleares deveria ser abafado.

Com a ajuda de Otacon, Solid nocauteia o guarda Johnny Sasaki e foge. Em um campo aberto com neve, duela com Sniper Wolf, e a vence. Otacon fica triste porque estava apaixonado por ela, mas diz que vai continuar ajudando Solid.


Solid continua o caminho até REX, e enfrenta Vulcan Raven, que após ser derrotado, explica o que aconteceu com Donald Anderson e Decoy Octopus.

Solid recebe uma ligação de Master Miller, que o informa de que Naomi havia sido afastada sob suspeita de ser uma espiã. O Coronel tenta reverter isso, deixando entender que sabe sobre as mortes misteriosas de Baker e Anderson.

Otacon avisa Solid de que o prazo dado pelos terroristas batia com a assinatura de um tratado a ser assinado internacionalmente, que, se violado, poderia ensejar na retirada do presidente - que na época, era Solidus Snake. Também revela que a ArmsTech, de Baker, estava em uma situação econômica grave, a ponto de estar apostando tudo em REX, inclusive subornar Donald Anderson para sua viabilizar sua construção.

Solid então ouve uma conversa entre Liquid e Ocelot, e eles decidem mudar o alvo do ataque. Ao invés de EUA ou Rússia, o alvo agora seria um local de testes nucleares na China, para continuarem com o poder de negociação com os países, além de aumentar a crise entre eles.

Além de também estar procurando uma vacina para FOXDIE, Liquid planeja usar REX para unir o FOXHOUND, Genome soldiers e o exército de Sergei Gurlukovich, transformando Shadow Moses em OUTER HEAVEN, realizando o sonho de Big Boss.

Otacon avisa Solid de que a chave que ele conseguiu com Meryl seria o suficiente para desativar REX, sendo necessário apenas aquecê-la e esfriá-la para ela assumir as outras 2 etapas.

Naomi consegue contato com Solid, e confessa ser uma espiã, além de explicar que contar que ela era irmã de criação de Frank Jaeger. Ele a acolheu em Rodésia, após a morte dos pais dela, e Big Boss os levou para os EUA. Naomi sabia que Solid havia matado Frank, então se alistou ao FOXHOUND para se vingar. Ela conta que injetou em Solid o vírus FOXDIE, programado para matar os FOXHOUND rebelados e Baker, além de ter adicionado Solid na lista. Porém, ela confessa ter compreendido a relação entre Solid e Frank durante a missão, e antes que pudesse completar a conversa, foi dominada pelo Coronel Campbell.

Solid prossegue com a desativação de REX, pela inserção dos 3 cartões de ativação / desativação. Eis que, para sua surpresa, ele acabou na verdade ativando o mesmo. Surpreso, recebe uma ligação de Master Miller.

Miller explicar que os terroristas não ativaram REX de propósito, e permitiram que Solid facilmente usasse os cartões a fim de inutilizá-los. Durante a conversa, Campbell interfere e avisa Solid de que Miller acabou de ser encontrado na sua casa, morto há 3 dias, e que o sinal recebido por Solid vinha da própria ilha. Por fim, "Miller" revela que era Liquid, disfarçado.

Liquid enfrenta Solid, e o conta que o próprio Pentágono o usou como vetor para o vírus. Também explica a Solid que eles não são irmãos gêmeos comuns, mas sim frutos da clonagem de Big Boss, resultado do projeto Les Enfant Terribles. Por fim, revela seu ódio em relação a Solid e Big Boss por ser considerado o clone inferior, em razão de carregar os genes recessivos de Big Boss. Sendo Solid o portador dos genes dominantes, sendo então mais parecido com Big Boss do que Liquid, Liquid teria sua chance de se vingar de Big Boss ao matar Solid.


Com REX ativado, Liquid o usa para matar Solid. REX precisa ser detido, caso contrário o governo bombardeará a ilha.

Solid recebe a ajuda de Gray Fox, que ataca o radar de REX, e conta a Solid que ele na verdade adotou Naomi por culpa após matar seus pais. Após destruir completamente o radar, Gray Fox é morto por REX. Solid então consegue destruir REX.

Solid acorda no topo de REX, com Liquid explicando seus planos. Liquid queria criar um mundo em constante guerra, onde soldados como eles seriam sempre valorizados e respeitados, algo parecido com o sonho de Big Boss. Também conta que os Genome soldiers foram criados por terapias usando os genes de Big Boss, e precisavam do corpo dele para curar uma doença misteriosa que os afligia.

Solid percebe que Meryl está desacordade e amarrada perto deles. Com a situação estar mais grave devido á interferência de Naomi no virus, e com a ameaça nuclear estar anulada após REX ter sido destruído, o Pentágono retira o Coronel Campbell do comando, e coloca o secretário de defesa Jim Houseman.

Jim avisa Solid que a ilha será bombardeada, exceto se Solid devolvesse a ele os dados de REX. Como eles haviam sido roubados por Ocelot, o ataque era iminente.

Solid vence uma luta contra Liquid, e foge com Meryl. Otacon é avisado sobre o bombardeio, mas decide ficar para ajudar Solid em sua fuga.

Solid e Meryl fogem, com Liquid os perseguindo. Ao conseguirem sair da base, eles sofrem um acidente. Solid e Meryl estão presos no carro. Liquid se aproxima para matar Solid, mas sofre um infarto.

Campbell havia conseguido falar com o presidente, que ordenou o cancelamento do ataque á ilha e a prisão de Jim. Campbell pede desculpas pelo seu comportamento durante a missão, e garante a segurança de ambos ao dizer que a versão oficial dos fatos é que o veículo deles caiu no mar e eles morreram.

Solid pede que Otacon seja resgatado da ilha, e conversa com Naomi. Ela diz que ele deve viver sua vida sem se preocupar com a FOXDIE.

O único sobrevivente dos terorristas, Ocelot, entra em contato com o presidente, Solidus Snake, e diz que o plano foi um sucesso. Ele agia como agente duplo para resgatar os dados de REX, e confessa ter matado Donald Anderson por ele ter descoberto seu disfarce. Também confirma a vitória do gêmeo inferior (apesar de Liquid achar o contrário).

Última edição por Antonio Neto em Seg 08 Set 2014, 10:24, editado 8 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz


METAL GEAR SOLID 2 - SONS OF LIBERTY



Tanker, agosto de 2007


A ação se passa a bordo do petroleiro (falso) USS Discovery. O incidente foi planejado pelos Patriots, a fim de tomar o Metal Gear RAY que dentro do navio estava, em posse da marinha, de modo a incriminar Solid Snake.

A organização não governamental Philantropy, composta por Solid Snake e Hal Emmerich, recebe informações de Emma Emmerich que um novo modelo de Metal Gear anfíbio seria transportado a bordo de um petroleiro falso.

Solid Snake adentra o navio, com a missão de fotografar o Metal Gear para a Philantropy então divulgar ao mundo. Logo após sua chegada, o navio é invadido por um exército mercenário russo que mata toda a tripulação, liderador por Sergei Gurlokovich.

Chegando á sala de comando do navio, descobre que ele iria a mar aberto, provavelmente para que RAY pudesse ser testado. Como o lugar era fora do território americano, ficou evidente que o RAY teria envolvimento de terceiros.

Solid encontra a filha do líder, Olga Gurlukovich, que mesmo grávida se recusa a abandonar o navio após a invasão ter sido bem sucedida. Após Solid combatê-la e conseguir dominá-la com tranquilizantes, uma câmera vigia Cypher, do exército americano, fotografa Solid de surpresa.



Em busca de RAY, Solid chega a passar por uma palestra dada por Scott Dolph, comandante da marinha. Após tirar fotos de RAY, eis que surge Ocelot, que revela estar trabalhando em conjunto com Sergei, para raptar RAY, vendê-lo e reviver a Rússia.

Logo durante o diálogo, Scott percebe que Ocelot tinha segundas intenções, e imagina que era alguma ligação com os Patriots (aqui mencionados como LA LI LU LE LO). Assim sendo, Ocelot acaba matando Sergei, Scott, inicia a explosão do tanker e sequestra RAY. Eis que Ocelot começa a manifestar uma mudança de personalidade, sendo dominado por Liquid Snake.

Com a destruição do Tanker, Solid usa o corpo de Liquid como "isca" e é dado como morto, assim como metade do exército da marinha ali presente.

Solid acaba como culpado pelo naufrágio do petroleiro, algo divulgado como um acidente ambiental. Também acaba culpado pela morte de Scott, pai de Fortune e amante de Vamp, e pela morte de Sergei, gerando raiva por parte de Olga.

Para tentar eliminar a falsa ameaça de petróleo espalhado pelo acidente, o governo constrói Big Shell, para na verdade servir de disfarce na construção de Arsenal Gear.




-----------------------------------------------------------------------

Big Shell, abril de 2009

Durante uma inspeção de rotina feita pelo presidente James Johnson, Big Shell é atacada pelo grupo terrorista Dead Cell, que alega ser liderado por Solid Snake. Eles exigem um resgate de 30 bilhões de dólares, e ameaçam explodir Big Shell caso não sejam atendidos, causando um incidente econômico e ambiental gigantesco.

O agente Raiden é enviado pelo governo/Patriots, que consegue se infiltrar por uma abertura na grade submarina anteriormente feita por Solid, sem que eles ainda tenham se conhecido. Raiden é auxiliado via rádio pelo Coronel Roy Campbell, mas que na verdade era uma simulação feita pela AI de Arsenal Gear. Outro auxílio de Raiden é sua namorada Rosemary.

Logo Raiden encontra os corpos mutilados de uma equipe do exército, atacada por Vamp, um dos membros da Dead Cell. Vamp só não mata Raiden por causa da interferência de Iroquois Pliskin, que na verdade é Solid disfarçado.

Outro time de soldados encontra Fortune, da Dead Cell, filha de Scott Dolph, com Vamp e o presidente como refém portando uma mala. Ela consegue refletir os tiros e desativar granadas usadas pelos soldados com seus dons.

Com a missão de desativar as bombas plantadas pelo Dead Cell (em especial por Fatman), Raiden se une a Pliskin e Peter Stillman, especialista em explosivos e professor de Fatman. Peter diz que o arquiteto do sistema de segurança da Big Shell (Hal Emmerich / Otacon) veio com ele.

Infelizmente, após desativar as pequenas bombas, eles descobrem que elas eram uma distração. Desativadas, elas acionariam as bombas de verdade. Raiden desativa uma delas, mas a outra explode e mata Stillman.

Raiden tem um curto contato com Fortune, e logo após recebe do Coronel o aviso de que Fatman quer um confronto no heliporto. Vamp fica sabendo dos planos independentes de Fatman, e avisa Fortune. Raiden os encontra, e ao tentar acertar Fortune, acaba atingindo um tiro fatal em Vamp. Raiden prossegue em sua missão, e logo em seguida Vamp se recupera.

Raiden enfrenta Fatman, que confessa seu desinteresse no Dead Cell e nos objetivos do atentado, além de demonstrar desconhecer o pedido de resgate em dinheiro. Ele queria apenas superar Stillman destruindo Big Shell, plano interrompido por Raiden.



Com o fim das bombas, Raiden precisa cuidar dos reféns. Ele é abordado por um ninja cibernético, que diz que entre os reféns, está o agente do governo Richard Ames, que sabe onde está o presidente. Também conta a Raiden de que Big Shell era apenas uma fachada, e que os terroristas conseguiram uma bomba nuclear, que ficava na construção.

Raiden encontra Ames, e fica sabendo do paradeiro do presidente e que não existem resgate real. Os terroristas querem lançar uma bomba em Manhattan, causando um pulso de energia eletromagnética, que desativaria todos os aparelhos eletrônicos da cidade.

Ocelot estava por perto, e sofre uma manifestação de Liquid em seu braço direito. Em seguida, ele aborda Ames, que conversava com Raiden, e sofre um infarto. Raiden está prestes a ser capturado por Ocelot, quando o ninja intervém.

Raiden então vai ao encontro do presidente. No caminho, é abordado por Solidus, que diz ser Solid. Então, aparece Solid, e o desmente. Solidus e Vamp usam um Harrier e confrontam Raiden e um Kasakta pilotado por Otacon e Solid. Solidus é atingido no olho direito, o harrier cai, mas é pego por RAY, que danifica o Kasatka e grande parte da Big Shell.

Solid conversa com Raiden, e explica que ele é o Solid Snake real, tendo forjado sua morte no incidente com o petroleiro usando o corpo de Liquid. Também diz que estão lá combatendo RAY em nome da Philantropy, e para resgatar a irmã de Otacon, Emma Emmerich.

Antes de encontrar o presidente, Raiden ouve uma conversa entre Olga Gurlukovich e Solidus. Ela diz que tem assuntos a resolver com Solid, e que após a operação, ela e seu exército querem ficar em paz na Rússia.

Raiden encontra o presidente, que o avisa dos Patriots, uma organização misteriosa que controla os EUA. Também fica sabendo que Solidus é o ex-presidente, clone de Big Boss gerado pelo projeto Les Enfant Terribles, além de ter sido o responsável pelo incidente em Shadow Moses. Por fim, Raiden é avisado de que Big Shell é uma fachada para a construção de Arsenal Gear, uma fortaleza móvel gigantesca que portaria vários RAYs, além de controlar todo o poder militar americano, assim como as comunicações eletrônicas por meio da AI chamada GW - motivo pelo qual os terroristas queriam soltar a bomba em Manhattan.


Jhonson conta que Emma é a programadora da GW, e propõe que ela use um malware para anular a AI. Jhonson então sente que ajudou como pode, e tenta se matar com a arma de Raiden, quanto Ocelot aparece e o mata.

Solid conta a Raiden que não há risco ambiental com a explosão de Big Shell, visto que era tudo armado para a construção de Arsenal Gear. Também conta que o governo tentou prejudicar a imagem de Solid após o incidente com o petroleiro, e do conflito de interesses entre a marinha construindo RAY e o exército contruindo Arsenal Gear.

Raiden procura Emma, e encontra Vamp, ainda vivo de maneira misteriosa, que avisa que Arsenal Gear tem uma outra bomba para ser usada pelos terroristas. Também diz que Dead Cell foi acusada pelos Patriots pela imprensa de maneira manipulada a respeito de um atentado ocorrido meses atrás.




Raiden derrota Vamp e encontra Emma, que diz saber dos Patriots. Ela conta ter desenvolvido GW de maneira escondida em um programa de computador destinado a corrigir o erro do bug Y2K. Porém, GW ainda estava em um estágio inicial, sem informações essenciais, que seriam geradas após os eventos da Big Shell por meio do S3.

Durante o trajeto para eliminar GW com um vírus, Vamp esfaqueia Emma e é atingido fatalmente de novo por Raiden. Solid consegue levar Emma ainda viva para infectar GW, porém o vírus age parcialmente. Emma morre.

Otacon decide cuidar dos reféns, enquanto Solid e Raiden precisam entrar em Arsenal Gear para cumprir o objetivo. Eis então que o ninja aparece e revela ser Olga, disfarçada para poder colaborar com Solid. Olga acaba atacando Raiden, para ele ficar inconsciente e ser pego por Ocelot e Solidus.


Com a captura de Raiden, Solid consegue saber como entrar em Arsenal Gear, local onde é levado Raiden. Raiden é mantido capturado nu e em conversa com Solidus, é lembrado de que Solidus era chefe de Raiden durante a guerra civil da Libéria, época da morte dos pais de Raiden e quando ele tinha o apelido Jack The Ripper.

Olga aparece e conta a Raiden de sua filha, que foi tomada pelos Patriots, para forçá-la a trabalhar para eles. Se Raiden falhasse, os Patriots matariam a criança.

Raiden recebe uma ligação de Rose. Raiden confirma o que Solidus contou, sobre seu passado e infância sangrenta. Depois, Rose nervosa conta que ela era uma agente dos Patriots ordenada a conhecer Raiden, mas que acabou se apaixonando de verdade por ele e que estaria grávida. Momento este em que a comunicação entre eles é cortada.

Raiden encontra Solid, que explica o motivo de ter nocauteado Raiden. Após algumas batalhas juntos, ficam sabendo por Otacon que o General era na verdade uma manifestação da AI de Arsenal Gear, manipulando as emoções de Raiden. Solid encontra Fortune, que acreditou na versão de que ele era culpado pelo atentado do petroleiro, e quer se vingar pela morte do pai.


Raiden deixa eles se confrontarem e segue em frente, chegando a uma plataforma enorme, no topo de Arsenal Gear. Lá, Solidus aparece e diz que o S3 é Solid Snake Simulation, uma simulação que visa criar o soldado perfeito, e então têm de enfrentar uma série de RAYs.

Raiden vence, mas fica exausto. Prestes a ser executado por Solidus, é salvo por Olga. Ela se sacrifica para salvar Raiden - e sua filha - no momento em que o vírus de Emma volta a agir. Solidus se revolta com os RAYs inutilizados pelo vírus e os destrói, quando Fortune chega acompanhando Solid algemado e Raiden desmaia.

Raiden acorda na presença de Solidus, Ocelot, Fortune e Solid. Solidus revela querer dominar Arsenal Gear para ter acesso à identidade dos Patriots. Ocelot se revela surpreso com esse plano pessoal de Solidus, e revela que todo esse incidente em Big Shell estava orquestrado pelos Patriots. Todos os elementos similares a Shadow Moses eram propositais para que Raiden tivesse sucesso e se tornasse o soldado perfeito.

Ocelot então atinge Fortune fatalmente com um tiro, revelando que ela na verdade era beneficiada por um artefato produzido pelos Patriots quando conseguia se proteger de projéteis. Ocelot toma conta de um RAY, e ataca a todos ali presentes, mas que são salvos e protegidos por uma intervenção de Fortune, que consegue manifestar os poderes que acreditava ter desde o começo.

Ocelot manifesta novamente ser dominado por Liquid, e confessa ter sido o responsável por contar a Solid sobre Arsenal Gear e o trazer até Big Shell, evento inesperado para os Patriots. Liquid teria acesso aos conhecimentos de Ocelot, sobre o paradeiro dos Patriots, e iria atrás deles para destruí-los. Liquid Ocelot então direciona Arsenal Gear para se chocar com Manhattan e foge a bordo de RAY. Solid se livra das algemas e persegue Ocelot.

Arsenal Gear invade a cidade, destruindo tudo no caminho, até parar no Federal Hall. Solidus conta a Raiden que se sente frustrado por não ser capaz de transmitir seu legado genético, querendo então deixar sua marca na história ao derrotar os Patriots, garantindo a todos a liberdade e direitos civis.

Agora Raiden recebe contato de GW na forma do Coronel e de Rose. Eles explicam que os Patriots atualmente são uma manifestação digital. S3 seria na verdade Selection for Societal Sanity, e todo o incidente na Big Shell seria uma situação controlada para testar as capacidades de GW administrar uma crise.

O conteúdo informativo a ser divulgado para a população seria escolhido pelos Patriots e suas AIs. Eles levavam em conta a tendência da população em optar por ações politicamente corretas ao invés de optar por aceitar verdades desagradáveis.

A AI então força Raiden a derrotar Solidus, uma vez que a vida de Rose e da filha de Olga estavam em jogo. Solidus diz que precisa matar Raiden para ter acesso às nanomachines da cabeça de Raiden e descobrir o paradeiro dos Patriots. Solidus provoca Raiden dizendo que foi ele quem matou seus pais. Raiden vence Solidus.

Solid aparece e diz que Otacon conseguirá o nome dos Patriots por meio do disco que tinha o vírus. Solid diz que apesar da missão ter sido orquestrada, tudo o que Raiden fez foi mérito próprio. Solid parte e Rose se encontra com Raiden.

Otacon diz a Solid que conseguiu as informações dos Patriots, mas os nomes obtidos eram de pessoas falecidas a mais de 100 anos.



Última edição por Antonio Neto em Qua 24 Set 2014, 08:08, editado 12 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz




Kojima quebra a sequência temporal da franquia, e lança o primeiro jogo da linha temporal da franquia.



VIRTUOUS MISSION

Ocorrido em 1964, durante a Guerra Fria, mostra o agente da FOX, Naked Snake, indo á Rússia resgatar o cientista Nikolai Sokolov, que havia decidido mudar de lado em favor dos Estados Unidos da América.

Naked Snake era ajudado por rádio por uma equipe, composta por Major Zero e Para-Medic, além de Sigint posteriormente.

Entretanto, antes que Snake conseguisse escapar com Sokolov, ele encontra a soldada lendária americana The Boss, sua mestre e mentora, que revela ter mudado para o lado dos russos e acaba deixando Snake ferido, além de recapturar Sokolov.



Snake acaba caindo perto de um rio, com pernas e braços fraturados, segurando a bandana que Boss usava na cabeça.

The Boss não estava traindo os EUA, mas fingindo ter traído para conseguir ter acesso a segredos e informações em posse da Rússia. Mas, enquanto fugia de helicóptero junto ao oficial da GRU, Volgin, este acaba lançando uma arma nuclear americana, ali trazida pela Boss,  em pleno solo russo, tendo seu lançamento associado à nave americana que levou Snake até lá.





Junto a eles, também havia sido capturada a oficial da KGB Tatyana, que na verdade era a espiã chinesa Eva.

O fiasco dessa missão, batizada como Virtuous Mission, quase decretou a execução de Naked Snake e Major Zero, o comandante dela, que só foram poupados para tentarem outra missão algumas semanas depois, a Operação Snake Eater.


------------------


OPERAÇÃO SNAKE EATER

Duas semanas após a Virtuous Mission, os EUA tem outro problema para resolver.

O premier soviético Kruschev foi convencido pelo presidente americano Lyndon Johnson de que o ataque havia sido orquestrado por Boss e Volgin, ambos traindo suas respectivas pátrias.

A inocência dos EUS só poderia ser provada se eles mesmos providenciassem o assassinato da Boss. E ela, além de ter levado uma arma nuclear americana, ainda levou consigo o grupo Cobras, fundada por ela, e composto por The Pain, The Fury, The Fear e The End - o membro The Sorrow, morreu anos atrás, pela mão da Boss, além de ter sido amante dela e pai do filho que os Patriots roubaram dela.

Porém, essa nova missão, acumulada com a missão anterior de resgatar Sokolov, encobrem um plano do governo de obter parte do legado dos Philosophers russos - plano que era também de Boss particularmente, como vingança pelos Philosophers terem matado seu pai, que também era um deles.

A KGB, colaborando para a eliminação de Volgin, providenciou para essa missão seus satélites, além de dois agentes, EVA e ADAM.

Snake, logo após iniciar novamente sua missão, é abordado pela Boss, que o dá uma pequena surra e pede para ele desistir, ou iria matá-lo no próximo encontro. Ele ignora e parte em direção ao lugar combinado como ponto de encontro com ADAM. Lá, Snake encontra uma mulher pilotando uma motocicleta, que se identifica como EVA e que diz ADAM naquele momento teria que ser substituído.





Eva providencia a Snake armas, um disfarce, e faz companhia a ele enquanto esperam o dia nascer. Ao amanhecer, são abordados pelo Major Ocelot e sua tropa, que são derrotados pela dupla. Na verdade, Major Ocelot era ADAM, o real motivo de Snake estar lá, mas tudo mudou quando Eva chegou antes e interferiu por motivos particulares.

Eva volta para Volgin e Snake vai até Sokolov. No caminho, Snake encontra mais uma vez Ocelot, mas o duelo entre eles é interrompido por The Pain e suas abelhas. Após derrotá-lo, Snake chega ao local onde está Sokolov, acompanhado pelos Cobras e Volgin.

Com o disfarce obtido com Eva, Snake acessa o laboratório de pesquisa dirigido por Alexandr Granin. Granin estava bêbado e com raiva de Volgin, que teve seu projeto Shagohod financiado ao invés do projeto de Granin, chamado Metal Gear.

Granin explica a Snake que Volgin tinha muito dinheiro, pois tinha posse do legado dos Philosophers - motivo pelo qual Boss fingiu trair os EUA para se aproximar de Volgin - e assim podia financiar a construção de armas. O projeto de Granin acabaria sendo enviado a um amigo americano, Huey Emmerich, então Granin ajuda Snake a conseguir resgatar Sokolov para os EUA e conseguir provar a superioridade de Metal Gear.

Granin entrega a Snake um cartão de acesso e ensina um atalho até seu destino. Logo após derrotar The Fear, Snake entra em contato com Eva, que o alerta sobre The End. Ele também é derrotado, e os dois se encontram. Eva entrega a Snake uma chave para ele conseguir acessar a fortaleza de Volgin, e diz a ele que ela providenciará a fuga deles após a missão.

Sokolov estava no laboratório de armas da fortaleza, então Snake usaria um disfarce do Major Raikov, do GRU, para se infiltrar. Durante a travessia de um caminho subterrâneo, Snake derrota The Fury.




Já dentro da fortaleza, Snake encontra Sokolov, e vê Tatyana pegando dele um microfilme. Sokolov explica que Volgin está construindo uma arma capaz de lançar ataques nucleares que alcançariam os EUA, de qualquer lugar da União Soviética, e em 24 horas essa arma seria produzida em larga escala, para os países orientais contra os EUA na Guerra Fria.

Sokolov diz que o único jeito de eliminar o Shagohod é usando explosivos C3, mas logo em seguida Snake é encontrado por Volgin e é desmascarado pela Boss.

Snake e Sokolov são torturados, e Snake é interrogado sobre a CIA saber sobre o legado dos Philosophers. Um rastreador acaba saindo do bolso de Snake, e Boss diz a Volgin que foi ela quem o colocou nele. Uma vez que os Cobras não seriam derrotados caso Snake estivesse sendo vigiado, Volgin pede que Boss prove sua lealdade arrancando um olho de Snake. Quando Boss está prestes a fazer isso, Tatyana intervém. Ocelot então acha que Tatyana é uma traidora, e a provoca fazendo uma roleta-russa com ela. Snake não aceita e tenta impedir, mas acaba sendo ferido no rosto e perdendo o olho direito.





Boss reprime Ocelot, que confessa ter reconsiderado sua simpatia por torturas e coloca novamente o rastreador em Snake. Após Ocelot e Volgin saírem, Boss pega um dos revólveres de Ocelot, dá um tiro na perna de Snake (não com uma bala, mas com uma pílula de morte falsa) e deixa ele com a arma desmuniciada.

Tatyana aparece e revela ser Eva. Ela diz a Snake para fugir, que ela está com os itens dele guardados e o ajuda a fugir. Snake consegue fugir de sua cela, mas sua fuga alerta os guardas e ele deve fazer um caminho subterrâneo, enquanto é perseguido por Ocelot e seus soldados.

Ocelot encurrala Snake em uma cachoeira, e tenta provocá-lo fazendo outra roleta-russa. Mas Snake arrisca e se joga da cachoeira, para fugir de um tiro fatal. Inconsciente na água, Snake é abordado pelo falecido The Sorrow, possuidor de capacidades mediúnicas, e o atormenta com a alma de todos os soldados que Snake matou na missão. Snake usa a pílula de ressurreição implantada em seu dente e acorda do sonho provocado por Sorrow.

Snake se encontra com Eva, que o dá um tapa-olho, além de planejarem a destruição do Shagohod. Snake consegue voltar até o hangar onde está o Shagohod, e coloca as bombas. Porém, ao acionar o detonator por tempo, é abordado por Volgin, que acabou capturando Eva, e pela Boss. Volgin a desmascarou e a pegou com o microfilme do legado dos Philosophers. Volgin explica o que é o legado, e como convidou Boss para uma aliança.

Volgin luta com Snake, mas ao ver que poderia perder, pede ajuda a Ocelot. Ele se nega, alegando ter prometido à Boss que não faria isso. Após um conflito entre eles, a segurança do prédio alerta a todos de uma evacuação em razão da presença de bombas. Volgin reinicia o duelo com Snake, mas perde.

Snake encontra Eva do lado de fora, e iniciam sua fuga, em direção ao avião providenciado para a fuga. Snake diz que precisa encontrar a Boss, e Eva diz que Boss estará esperando por ele. Ao fugirem, o Shagohod surge, pilotado por Volgin. Após uma longa perseguição, Snake enfrente Volgin, que acaba sendo morto por um raio.

Eva e Snake continuam fugindo dos soldados, e durante a fuga de moto eles sofrem um acidente onde ela é atingida por um galho na cintura. Snake a ajuda e eles chegam no WIG. Conforme combinado, Snake vai a um campo de flores ao lado do local do avião encontrar com Boss, enquanto Eva preparava o avião.

Snake e Boss se encontram. Ela diz que tudo o que ela queria era que o mundo se unisse novamente e também os Philosophers, usando o seu legado.

A Guerra Fria já havia gerado muitos efeitos nela: seus aliados, a unidade Cobra, havia se separado. Em razão da disputa tecnológica, os EUA a enviaram secretamente ao espaço, mesmo sem ter meios para impedir a onda de radiação espacial - motivo pelo qual ela, já tendo sido irradiada anteriormente, foi escolhida. No espaço, a visão da Terra a fez idealizar um mundo sem competições, divisões ou fronteiras políticas ou ideológicas. Uma missão de resgate de exilados em Cuba acabou sendo abortada pelo governo no fim, fazendo-a testemunhar a morte de todos os exilados. E logo um ano depois, ela enfrentou seu ex-amante, The Sorrow, agora inimigo político, e ele se sacrificou para ela sobreviver.

Boss então abre sua roupa e mostra a Snake uma grande cicatriz em seu peito e abdomen. Cicatriz esta obtida em junho de 1944, durante a invasão na Normandia, momento em que estava grávida de Sorrow, e sofreu um parto de emergência em pleno campo de batalha. O filho ali nascido foi imediatamente sequestrado pelos Philosophers.

Ela também diz que seu pai era um dos Philosophers originais, tendo sido morto por eles em razão dos segredos que ele contou à filha. Os Philosophers herdeiros não tinham intenção em acabar com as guerras, demonstrando a total desvirtuação da ideia original do grupo.

Emocionada pelo desabafo e pela situação, Boss ordena um bombardeio no local onde ali está com Snake. Eles se enfrentam, e Snake vence. Boss entrega um microfilme contendo registros do legado dos Philosophers, e pede a Snake que ele cumpra sua missão, a matando.





Snake se encontra com Eva, e durante a fuga, são abordados por Ocelot. Após uma luta, fazem um duelo simbólico com os revólveres, Ocelot conversa com Snake, demonstra respeito, e foge.

Eva e Snake se refugiam no Alaska, descansam e passam uma noite de amor juntos. Na manhã seguinte, Snake acorda sozinho e encontra uma gravação, onde Eva assume ser uma espiã chinesa com o objetivo de roubar o legado de Volgin. Ela diz que EVA e ADAM eram homens, e que ADAM nunca apareceu. O legado serviria para a China voltar a ser uma potência militar, e ela teria roubado o mesmo pra ela.

Snake fica bravo por ter sido enganado, mas depois fica confuso por encontrar o microfilme ainda em seu bolso. Eva deveria ter matado Snake, mas o poupou após Boss ter descoberto a identidade de Eva e tê-la feito prometer não matar Snake.

Eva então revela que Boss não traiu seu país. Ela morreu por ele. Sua missão era fazer os EUA terem acesso ao legado e destruírem Shagohod. Mas com a intervenção de Volgin, jogando em solo russo uma bomba americana trazida pela Boss, ela acabou sendo considerada uma ameaça. A história americana a trataria como uma criminosa, e ninguém mais além de seu último pupilo, Snake, saberia da verdade.

Snake então é recebido em uma cerimônia com o presidente Johnson, além da equipe que o liderou e ajudou na missão. Por ter superado sua mentora Boss, ele é condecorado com o título de Big Boss.

Big Boss se demonstra incomodado e relutante em ser cumprimentado pelos oficiais, tendo ignorado até o diretor da CIA. Não cumprimentou ou conversou nem mesmo com Major Zero ou o resto da equipe FOX.





Snake vai ao cemitério nacional Arlington, deixar flores no túmulo simbólico da Boss, ao lado de sua arma, uma Patriot. Snake saúda Boss, com lágrimas nos olhos.

Mais tarde, Ocelot contata o diretor da KGB, para confirmar a destruição da fortaleza de Volgin e o centro de pesquisas de Granin. Ocelot conclui a conversa prometendo ao chefe diretor que manteria a KGB ciente de qualquer desenrolar possível dos fatos.

Porém, logo em seguida, ele telefona para o DCI. Ele afirma que a cópia do legado entregue a Eva era falso, e que o legado real estava indo para a América. Entretanto, Ocelot explicou que só metade do legado chegaria, e que arriscaria roubar o resto das mãos da KGB (que ele suspeitava ter a outra metade). Ele também confirmou que o Shagohod havia sido destruído, e que a Boss havia usado a arma americana remanescente para destruir a fortaleza de Volgin. Ele então revela que obteve as plantas para contrução do Metal Gear de Granin, logo antes dele morrer, o que poderia ajudar a America na hora necessária. Ocelot esteve agindo como agente triplo, e era na verdade o real ADAM, trabalhando para a CIA e também para Volgin. Ele era também um agente dos Philosophers, e planejada usar o legado para reviver sua facção americana. Ele encerra a ligação confirmando estar á disposição da CIA.

*De acordo com as informações contidas em MGS4, o diretor da CIA mentiu para o governo, declarando a missão como falha, e mantendo o legado dos Philosophers para si.

Última edição por Antonio Neto em Qua 24 Dez 2014, 15:54, editado 11 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
Portable Ops


Sequência aos fatos ocorridos após a operação Snake Eater, ao invés de seguir a história de Solid Snake.

Por não ter sido escrito por Hideo Kojima, este considera o jogo como canon apenas em sua essência, tendo seus fatos controversos com outros jogos desconsiderados como oficiais.

Novembro de 1970, Colômbia.

Seis anós após a operação Snake Eater, a antiga equipe de Big Boss, a equipe FOX, quebra alianças com o governo e vira uma equipe rebelde. Soldados armados da FOX capturam Big Boss.

Doze hora depois, Big Boss acorda em uma cela na península de San Hieronymo, onde ele é torturado pelo especialista em interrogatório da FOX, Cunninghan. Ele queria descobrir o paradeiro da outra metade do legado dos Philosophers, suspeitando que ela estivesse com Big Boss.

Snake consegue fugir, com a ajuda de Roy Campbell, o único sobrevivente de um time de boinas verdes enviados pelos EUA para investigar a península. Roy sabe da fama de Big Boss e explica que a ilha era um depósito abandonado de armas soviéticas, abandonado após a crise dos mísseis em Cuba, mas que havia suspeitas de estar voltando á ativa.

Snake tenta um chamado de ajuda para seu antigo comandante, mas quem responde é Para-Medic e Sigint, seus ajudantes na missão Snake Eater. Eles contam que Zero e Snake eram acusados de provocarem a revolta da FOX e de roubarem um protótipo militar na semana anterior. Zero estava preso pelos militares por traição.

Restou então para Snake a tarefa de limpar o nome de ambos, indo atrás do líder da rebelião. Snake segue sozinho, pois Roy está com febre e uma perna quebrada.

Snake encontra documentos que mostram a intenção da FOX em usar essa arma roubada para atacar a Rússia. Snake e Roy decidem recrutar soldados rebeldes e Roy diz que o nome do líder rebelde era Gene.





Última edição por Antonio Neto em Qui 25 Dez 2014, 22:35, editado 2 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
MGS4 GUNS OF THE PATRIOTS

Última edição por Antonio Neto em Qua 24 Dez 2014, 15:57, editado 1 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz

PEACE WALKER


Novembro de 1974


Após deixar a carreira militar americana para trás, Big Boss fundou os Militaires Sans Frontières e fixou sua base na costa da Colômbia. O subcomandante Kazuhira Miller chega na base acompanhado de duas pessoas, assegurando que não são da CIA ou que não foram seguidos.

Snake e Miller coversam com eles, Ramón Gálvez Mena, do governo da Costa Rica, e sua aluna Paz Ortega Andrade, que procuram os MSF para ajudarem a repelir uma força armada desconhecida que entrou no país deles. As autoridades locais afirmam ser uma companhia de segurança multinacional contratada pela Developmental Corporation of Costa Rica, apesar de Gálvez acreditar que isso seja mentira devido ao armamento avançado que eles possuem, achando que haja envolvimento da CIA.

Costa Rica não poderia mais usar armas devido á sua Constituição pacificadora, então Gálvez quis contratar os MSF como um meio de intimidação, oferecendo a eles uma base de operações perto da costa do Caribe, e um helicóptero para transportes, como pagamento. O governo também os ajudaria, não oficialmente.

Acreditando que força militar não resolveria o problema, e que os MSF não eram simplesmente "soldados de aluguel", Snake recusa a oferta.

Entrando na discussão, Paz proclamou seu desejo enorme por paz em seu país, revelando uma ojeriza passional pela guerra. Mas Snake apenas se desculpa com a garota.

Alguns dias antes disso, Paz havia sido capturada pela compania misteriosa perto de Porto Limon, enquanto procurava por um amigo desaparecido. Ela foi presa e torturada, mas conseguiu escapar. Após contar isso a Snake, Gálvez então revelou que sabia da identidade de Snake como Big Boss, e que era esse o motivo para ele estarem lá.

Após muita discussão, Miller viu que Galvéz estava dando aos MSF chance de se expandirem e criarem raízes, apesar de Snake ainda não estar convencido. Ambos começaram a desconfiar de que Galvéz estava trabalhando para a KGB, e que ao se aliarem a ele, estariam sendo inimigos da América.

Gálvez então explica a missão: como os Soviéticos pretendiam estabilizar uma fortaleza socialista na América Central, ele foi mandado para contratar os MSF para investigarem atividades suspeitas da CIA e tentar afastá-los da Costa Rica. Escondendo as ligações com a KGB que Paz tinha, Gálvez colocou uma fita cassete para ser reproduzida, fita que sua amiga havia gravado antes de ser capturada. Snake fica chocado ao ouvir a voz de sua falecida mentora, The Boss, voz confirmada cientificamente por Galvez. Galvez ameaça queimar a fita com o acendedor de sua prótese, e Snake finalmente aceita a missão em respeito à Paz.

Six days later, on November 10, Snake arrived on the coast of Costa Rica at Playa del Alba, after the MSF settle aboard the offshore plant provided by Galvez, dubbed Mother Base. With radio support from Miller, Snake infiltrated the jungle where he evaded the patrolling CIA mercenaries. At the supply depot, he interrogated a radioman who had been directing cargo to Mt. Irazu, before knocking him unconscious with his stun rod. Snake then witnessed a strange VTOL aircraft passing overhead, before finding a map concerning the security company's bases in the region. Noticing the unusual amount of radiation film badges at the depot, and recalling the radioman's earlier conversation regarding "spears," Snake and Miller become alarmed that nuclear weapons were apparently being shipped into the country. This act would constitute a violation of the Tlatelolco Treaty, ratified by Costa Rica in 1969, which forbid it from the use, storage, or transport of nuclear weapons.

"A Country Without An Army" Edit
"Fearless" Edit
Requiring more intel on the lay of the land, and to verify the presence of nukes in the region, Miller suggested that Snake ally himself with the local Sandinista guerillas, who had fled the Somoza regime in neighboring Nicaragua. Meanwhile, Miller assured Snake of the ongoing repairs to the previously abandoned Mother Base, and Paz offered to provide additional radio support from her school at Ciudad Colón. Miller then informed Snake that the Sadinistas' hideout in El Cenegal was under attack and that he should hurry.

Snake traversed the El Cenagal jungle to the northwest, bypassing a ravine and passing through the swamp near the Rio del Jade. He arrived at the FSLN's boathouse hideout and neutralized the occupying security detail, before making contact with the hidden Sandinistas and their comandante, Amanda Valenciano Libre. Confirming that the security firm were indeed CIA, Amanda suspected that they were going to stage a coup similar to the one in Chile. Amanda claimed that their advanced hardware and multiple bases could not simply be to eradicate their group (the amount was comparable to Da Nang), and that something of more importance must be occurring. She told Snake of a mercenary base to the north, located in an abandoned factory, which had once served as a front for a drug production plant, provided by the KGB to help finance their revolution. A transport boat with mercenaries on board had also been heading upstream towards Irazu.

"Little Brother" Edit
Chico's family
Amanda's Sandinistas were suddenly attacked by the aircraft Snake had witnessed earlier, revealed to be an unmanned weapon, accompanied by several "kidnapper" drones. Though a few drones were destroyed by Snake's LAW, one was able to capture Amanda's younger brother, Chico, with its grappling hook and escape. The Sandinistas then gave chase as the unmanned aircraft and drones departed, with Snake choosing to follow after enemy reinforcements were deployed to the area. Proceeding to the banana factory that Amanda had mentioned earlier, Snake was forced to neutralize an enemy LAV-Type G and the heavily armored soldiers accompanying it. After departing the banana plantation, Snake found Amanda in the jungle, where a kidnapper attempted to abduct her. Snake helped her to get free, though she was injured from the fall, breaking one of her legs in the process of landing.

Afterwards, Amanda told Snake of a prison in the mountains, which was where Chico was most likely to be located. Snake then requested that she join the MSF aboard Mother Base until she could heal up. Realizing that they needed a guide to help track down the nuclear weapon shipment, Snake infiltrated the prison facility in Camino de Lava in order to rescue Chico, who was intimately familiar with the route into the mountains. Successfully locating Chico, the twelve year old boy informed Snake of the shipping route used by the CIA mercenaries: cargo from the harbor was first transported by barge though the marshes; it was then taken by train though a coffee plantation; then finally loaded onto trucks to ship to the other side of Mt. Irazu, via an underground tunnel. Chico had never ventured any further, since the area was supposedly guarded by a spirit, which he referred to as "el basilisco." Upset that he had betrayed his compas while being interrogated, Chico asked Snake to kill him. Snake refused, demanding instead that Chico prove his strength by fighting with him and becoming a new man. Chico then joined his sister aboard Mother Base to support the MSF in their mission.

"Tank Corps" Edit
Snake then headed to the jungle train depot, east of the coffee plantation, to stop the delivery of nukes. Rescuing several FSLN prisoners along the way, Snake reached the depot, though he was too late to prevent the nukes being transported via truck through the underground tunnel. He was then forced to neutralize an enemy T-72 Ural tank that had spotted him, along with its escort unit, after the tank demolished the tunnel entrance.

Forced to proceed via an alternate route via Los Cantos, Snake eventually arrived at Fuerte la Ladera. Evading the enemy soldiers stationed at the old fortress, Snake reached the entrance to their base, hidden within a crater. Infiltrating a garage, Snake identified the truck he had seen earlier from its license plate, though the nukes had already been offloaded.

Hot Coldman
Hot Coldman.
Attempting to locate the nukes within the facility, Snake overheard an argument between wheelchair-bound engineer Huey Emmerich and the CIA Station Chief of Central America, Hot Coldman. Coldman intended to purposefully launch a nuclear warhead using Huey's creation, in order to prove its effectiveness in regards to nuclear deterrence, and return to his former position as CIA Director. Huey, however, was unconvinced and refused to cooperate with his employer any further. The argument then turned violent, with Coldman shoving Emmerich down a stairway before departing.

"Pupa" Edit
Helped back into his wheelchair by Snake, Huey frantically told him of the impending nuclear launch. Rushing to the large open-top hangar, Snake witnessed the removal of a tarp-covered device by the unmanned VTOL aircraft, accompanied by a Hind D gunship. A tank, notably similar in appearance to the Soviet Shagohod, suddenly entered the area, and attacked Snake. Equipped with an AI pod on its frame, Huey warned Snake that the vehicle was also an unmanned weapon, codenamed Pupa. With Huey's advice, Snake was able to defeat the Pupa and put it out of commission.

Huey later informed Snake that the Pupa was a prototype AI weapon, similar to the VTOL aircraft Chrysalis, and a treaded type known as Cocoon. Led by disgraced former DCI Hot Coldman, the security company operating within Costa Rica, known as the Peace Sentinel, had used the Irazu facility to develop the AI weapons' frames. The nukes that Snake had been pursuing were now loaded onto the machine that was airlifted from the facility. Codenamed Peace Walker, the bipedal machine was a mobile unmanned nuclear platform, and the end result of the Peace Sentinel's AI research.

"Cold Principle" Edit
The aim of the Peace Walker project was to develop an automated, fail-deadly, nuclear launch system, stealth-shielded from radar and satellites to evade any pre-emptive strike. Its purpose was to launch a retaliatory strike at an appropriate target, without human input, in the event of a nuclear attack, overcoming the inherent uncertainty in human decision making. Huey had proposed that the weapon have a bipedal design in order to traverse the difficult terrain of Central America, where several units were to be deployed. Snake then realized that Peace Walker was the "el basilisco" that Chico had witnessed, and that Peace Walker was in essence a similar concept like Metal Gear that was described to him by Aleksandr Leonovitch Granin ten years ago.

Though initially believing in the maintenance of peace through nuclear deterrence, Huey had been unwilling to
131
allow Coldman to demonstrate the weapon's power by carrying out an actual nuclear attack. Demanding to know where the nukes were headed, Snake was told they had been taken to the border, and that the final test would take place in five days. Huey suggested that Snake locate another of Peace Walker's AI researchers, Dr. Strangelove, who had created the weapon's high-level decision-making AI, the Mammal Pod. Huey then considered abandoning his research, though Snake convinced him to join "Outer Heaven" instead, as part of the MSF's R&D team aboard Mother Base. Agreeing to this, Huey speculated that with enough resources, the MSF could build their own bipedal mech, to help thwart the Peace Walker project.
"The Phantom Hero" Edit
"Air Strike" Edit
On November 19, Snake set out for the AI facility, avoiding the heightened security in Selva de la Leche, before arriving at Catarata de la Muerte. A Hind A, accompanied by several troops were waiting for Snake in the area, forcing him to neutralize them all. Emerging victorious, Snake continued on to Selva de la Muerte, bypassing more security, until he eventually reached the Ruinas de Xochiquetzal.

While travelling through the ruins, Snake found a distressed woman resting by a tree, who became startled by his sudden appearance. Snake reassured the Frenchwoman, an ornithologist named Cécile Cosima Caminades, that he would not harm her, and offered her a mate. Having visited Costa Rica a week earlier to observe the native quetzal, Cécile had accidentally recorded the voices of two women conducting a test exercise, with her portable cassette player. She had subsequently been captured by armed soldiers, then blindfolded and imprisoned, though she was well cared for by one of the women she had previously overheard. Stealing an ID card, she had recently escaped into the jungle, before succumbing to exhaustion, barefoot and with no supplies. Realizing that she must be Paz's lost friend, whose tape was in the MSF's possession, Snake had her transported back to Mother Base via Fulton recovery, where she could either stay and help, or return home.

"Entry Gate" Edit
Proceeding to the AI facility, which was hidden within an ancient Mayan temple, Snake discovered that the ID card provided by Huey would not grant him access. He then contacted Cécile back at Mother Base, who told him of an orange-jacketed guard that had confiscated her own stolen ID card during her escape attempt. Stationed in an area in which she heard quetzals singing, Cécile helped Snake to identify the guard and secure the card.

Later, Miller informed Snake that the tape back at Mother Base had indeed belonged to Cécile, but discovered
132
that she had never even met Paz before. Choosing to settle the matter later, Snake gained access to the grounds of the research facility, where he encountered a white Andalusian horse; the same breed as that which had belonged to The Boss. Confronted by a woman in a red coat and sunglasses, Snake correctly identified her as Dr. Strangelove, who accused him of coming to destroy her research. Strangelove held a great deal of resentment towards Snake, due to his assassination of The Boss ten years
150
earlier. She had been waiting to meet her killer, who had chosen loyalty to a shadowy country over the mentor that had made him who he was. Feeling abandoned after The Boss's death, Strangelove was desperate to learn the answers from the woman she had once loved, and she had attempted to bring her back to life in the form of the AI she was currently developing. Though he remained suspicious of her intentions, Snake was intrigued by her knowledge of The Boss, and followed her into the lab. There, he was presented with the cylindrical shell-encased AI, the Mammal Pod.
151
In return for her participation in the Peace Walker project, Strangelove had demanded that the CIA grant her access to all information regarding The Boss: her personal history; military records; physiological data; correspondence; files on every single operation she had participated in, every decision she had made, and every emotion she had felt during her lifetime. Believing The Boss to be the finest rational mind with which to model the MAD-based AI, Strangelove knew that it would be capable of selecting the most suitable targets for nuclear retaliation, however painful the decision might be. However, her true goal was to clear The Boss's name, by learning why the legendary hero was forced to betray her country, and why she had been killed by her most beloved disciple. Snake denied wanting to know The Boss's last will, calling her a traitor, to which Strangelove challenged him to destroy the AI, and extinguish her noble soul once more. Beckoned by the voice of The Boss, Snake entered the AI pod, though he was unable to destroy it due to the AI's haunting words, forcing him to recall his past in Tselinoyarsk, before passing out.

"Chrysalis" Edit
Awakening on the AI facility's grounds, Snake saw a Hind carrying away the AI pod. The Chrysalis AI weapon
134
then emerged from behind the temple, and Snake was forced to destroy the aircraft. Shortly thereafter, Miller contacted him to confirm the location of Peace Walker's final testing area, identified with Huey's help: an underground base disguised as a rock quarry 15 miles to the north of the lab. Accused of being unable to come to terms with his past, regarding The Boss, Snake swore to Miller that he would destroy the AI upon their next encounter, due to Peace Walker's imminent completion. He also began to doubt what exactly The Boss's intentions were after his meeting with Strangelove, believing that EVA's debriefing for Operation Snake Eater may have been a coverup.
"A Nation Reborn" Edit
"Cocoon" Edit
135
Using the Boss's old horse, Snake traveled to the quarry on November 21. Abandoning the horse, Snake reached a mining pit where he observed Peace Walker itself descending, via cargo elevator, into the underground base for final testing. As he made his approach, Snake was spotted by a kidnapper drone, triggering an alert that sent Peace Sentinel troops out to kill him. After the entire unit was neutralized, the Cocoon AI weapon then entered the pit to finish Snake off, forcing Snake to destroy the gargantuan attack craft. Shrapnel from Cocoon's destruction damages a nearby electronic door, allowing Snake access to the base.

"Facility" Edit
Reaching Peace Walker's hangar, he saw Strangelove's team taking a break from preparing the unit, and slipped through to the Mammal Pod. Snake then interrogated the Boss AI about Operation Snake Eater, but unable to gain any answers from it, he prepared to destroy it. The AI pod suddenly opens up, with Strangelove, Coldman, and several troops surrounding him. Coldman explained that the deployment of Peace Walker was part of a plan to re-establish U.S. superiority that had faded in the aftermath of the Cuban Missile Crisis and the various arms control treaties established ever since. Coldman also admitted to being the mastermind of Operation Snake Eater, and implied that he had been relocated to Central America as a result. Seeing an opportunity to attack, Snake engaged several of the guards in CQC, grabbing Strangelove's ID card in the confusion, before being subdued.

152
Snake later awakened in a prison cell, where he was tortured[1] by Strangelove on whether The Boss had truly died for her country or if she was indeed a traitor. Snake's refusal to talk, however, gave her the clues she needed to complete the Mammal Pod's programming. After falling unconscious, Snake came to in a cell, and used Strangelove's ID card to free himself.[2] Recovering his gear, Miller informed Snake that he had been unable to contact Paz, and that she and Galvez were not at her school either. Suspecting that Coldman may be behind her disappearance, Snake returned to Peace Walker's hangar, where his suspicions were proven correct upon encountering said Station Chief and a captured Paz.

Coldman proudly told Snake of the Mammal Pod's completion, thanks to his interrogation at the hands of Strangelove. He then revealed that Peace Walker's first target would be MSF's Mother Base in the offshore area of the Caribbean. The trade winds would then scatter the nuclear fallout all throughout the region, causing fish and crops to die out, leaving many free hands to contribute to Peace Walker's mass production. Before the test, Coldman intended to first demonstrate to the White House Peace Walker's all-terrain capabilities, by having it travel the Caribbean Coast on its own, traversing both communist and guerilla territory. Coldman then departed with Paz, with Snake becoming distracted by Peace Walker's sudden activation, which began to ascend aboard the cargo elevator to the mining pit above.

153
"Take Down" Edit
Climbing out of an emergency escape hatch above ground, Snake immediately fired upon Peace Walker, whereupon the Mammal Pod entered self-defense mode and retaliated. The bipedal Peace Walker then opened up with its smaller weapons launchers and flamethrower. After a grueling fight, Snake dealt sufficient damage to the machine to cause its momentary collapse to the ground, and its AI to begin behaving erratically. Coldman's Hind D then fired a few rounds at the Mammal Pod, causing Peace Walker to enter a quadrupedal formation and begin following the gunship across the mountainous forests. With The Boss's horse returning to his aid, Snake gave chase to Peace Walker, evading its missile attacks as trees collapsed all around them. However, as Peace Walker approached the Nicaraguan border, Snake's horse lost its footing on the steep slopes. Though Snake was relatively unscathed, the horse was gravely wounded and he was forced to shoot the animal dead. Scaling the hillside himself, Snake watched helplessly as Peace Walker crossed the Rio San Juan.

By kidnapping the MSF's client, Coldman hoped to prevent the group's interference with Peace Walker. Speculating that he was aware of her connection to the KGB, via Galvez, Snake and Miller assumed he would also interrogate her on the Soviets' plans to disrupt the weapon. Meanwhile, Amanda had her Nicaraguan compas of the Guerra Popular Prolongada track Peace Walker towards a U.S. military supply base on the southeastern shore of Lago Cocibolca. To cross the border, Amanda told Snake of a route that the FSLN use to cross by boat, and arranged an introduction with the captain.

With information provided by Huey, the MSF realized that Peace Walker would launch its nuke from the U.S. base following two days preparation, which would coincide with the upcoming U.S.-Soviet SALT-II (Strategic Arms Limitation Treaty) talks in Vladivostok. Wondering whether Coldman planned to disrupt the negotiations, or use it as a bargaining chip, the MSF made preparations to infiltrate the base and prevent the launch.

"The Illusion of Peace" Edit
"Dead Ahead" Edit
On November 23, Snake traveled to Nicaragua by gondola, heading west of the river until he reached the northern bank and was assisted by a guide to get close to the U.S. missile base. Snake then disguised himself as a crate and managed to hitch a ride in the back of a cargo truck through the back gate. Miller informed Snake of an airfield on the other end of the base, which was where Peace Walker would launch, along with a communication tower ahead of him where it would be controlled from. Snake briefly considered calling an evacuation of Mother Base, which Amanda and her FSLN unit had already done, though the rest of MSF decided to stay behind, confident that Snake would prevent the launch. However, Miller decided to prepare a backup unit to aid him, just in case.

Commencing his infiltration, Snake discovered kidnapper drones and Soviet soldiers patrolling the American base, and was mystified by their presence. Entering a security recording room, Snake found Paz on one of the video monitors, who informed him that Coldman was headed for the comm tower in order to input the final data for Peace Walker's launch. Sirens suddenly sounded throughout the base, and Snake was forced to fight his way to the comm tower, with Miller and the MSF heading to Nicaragua to aid him, via a squadron of helicopters and gunboats. Reaching the tower, Snake neutralized a Hind D and an entire enemy unit that was protecting the entrance, before proceeding inside.

"Boot Sequence" Edit
Inside the comm tower, Snake encountered Coldman and Paz, but was quickly surrounded by dozens of Soviet soldiers. Coldman proclaimed that Snake was too late, having already input false data regarding a Soviet nuclear attack on the United States mainland. Since Peace Walker was solely a deterrent, it was incapable of commencing a pre-emptive nuclear strike, so it was necessary to trick Peace Walker's AI into retaliating to a perceived threat, which would select an optimal target from a pre-defined list. The false data had also been reverse-engineered to have Peace Walker inevitably choose Mother Base as its target. Coldman believed that Peace Walker would be the first and last nuclear retaliation of the Cold War, and that it would be the only way to ever come close to true peace. As he prepared to input the confirmation code via a briefcase handcuffed to his arm, Snake pointed his rifle towards him, ignoring the surrounding soldiers, until they were interrupted by the appearance of Professor Galvez.

Snake and Paz both realized that Galvez, real name Vladimir Alexandrovich Zadornov, had been in league with Coldman all along. However, Zadornov then announced the successful occupation of the base by his troops and the soldiers present subsequently pointed their weapons towards Coldman. Having previously supplied technology to the Peace Sentinels, in exchange for land and soldiers, Zadornov had planned to take Peace Walker for himself and launch a nuclear strike at Cuba instead. A nuclear weapon launched from a United States missile base, located in a country with a pro-American regime, towards one of the Soviet Union's greatest allies, would cause anti-American sentiment to spread throughout Central America, splitting North and South America apart, and bringing the Soviets one step closer to winning the Cold War. Coldman was outraged at Zadornov's betrayal.

Zadornov then placed his gun into Paz's hands and ordered her to shoot Coldman, reminding her of the torture she had suffered at the supply facility. Coldman apologized to her and Paz could not bring herself to fire at him. Grabbing Paz's hands, Zadornov pulled the trigger of the gun and shot Coldman twice in the chest, though he deliberately avoided a killing blow. Zadornov then forced him to place his red diskette into the nuclear launch briefcase and ordered Strangelove to change Peace Walker's target to Cuba, threatening to crush her "beloved" should she resist. Finally turning to Snake, Zadornov remarked that he was a true comandante, having taken a ragtag group of rebels and children and turned them into a formidable army, providing additional momentum to the revolution in Nicaragua. His death at the "CIA's hands," similar to Che Guevara before him, would strengthen the Sandinistas' resolve in overthrowing the pro-American regime, with the nuclear launch at Cuba being the last straw. After an announcement that the Mammal Pod's data entry had been completed, Zadornov told Snake that he would die just like The Boss died: as an eternal fraud.

However, before he could execute Snake, both the MSF the FSLN stormed into the control room and took out the Soviet soldiers. Amanda then forced Zadornov onto his knees, proclaiming that the Sandinistas would no longer be puppets for the KGB, and that they would win their own victory. Having accomplished their goal in returning to Nicaragua with Snake's help, the Sandinistas began to chant "Vic Boss!" in celebration.

Soon afterwards, the MSF began their return to Mother Base, with Zadornov and an injured Coldman in their custody. Telling Miller that he would catch up later, after he disposed of The Boss AI, Snake was confronted by Strangelove. She informed him that she had only wished to learn the truth about The Boss by bringing her back as an AI, and that he should speak with it to learn of it himself. She also offered her apologies for having tortured[3] Snake earlier, and thanked him for eliminating the Peace Sentinels.

154
"Uninterrupted Signal" Edit
Meanwhile, Paz cried aboard an MSF chopper due to her ordeal at the base, with Miller remarking that aiming a weapon alone does not make it a deterrent. He also reminded Paz of her role as an "angel of peace" and that she should leave the guns to MSF, their mission in Costa Rica now complete. However, Coldman, despite dying from blood loss, was able to input a code into the nuclear briefcase before Miller could stop him, laughing as he did so. As a result, Peace Walker became active, preparing for the nuclear launch at Cuba, with Coldman telling the group that the input false data would also be relayed to NORAD. Miller quickly informed Snake of this development, since the MSF were unable to block the MLF signal. Since the false data was designed to be indistinguishable from that of a real Soviet attack, Washington would be forced to consider nuclear retaliation, though Coldman was confident they would be unable to do so, due to human nature. Peace Walker's AI, however, would have no qualms regarding a retaliatory strike, thus proving its effectiveness as the "perfect deterrent."

With the U.S. President and Vice President in absence, due to the SALT-II talks, the Legislative Branch would be granted nuclear launch authority, more specifically the Speaker. Believing the false data to be reliable, NORAD initiated DEFCON 3 and contacted SAC to prepare for an emergency meeting. Huey, hacking into Peace Walker's data transmission, relayed these developments to the MSF, though Coldman remained convinced that Washington would order no retaliation. Miller demanded that he stop Peace Walker, since only he knew of the abort code, but Coldman refused. Attempting to make the V-for-Victory sign, Coldman exclaimed the word "Peace" before finally passing away.

Snake immediately set out to destroy Peace Walker, to both prevent the nuclear launch and stop the false data transmission. After a lengthy battle, Peace Walker's drive system was damaged, and the launch was prevented, though the data uplinks still remained intact. Huey then informed Snake that BMEWS were continuing to track the false targets on radar and that the DSP satellite status was green. Meanwhile, the Chairman of the Joint Chiefs of Staff, a representative of the Secretary of Defense, and various members of Congress arrived at the NMCC. A NORAD Operator confirmed from the data that there were 1,500 ICBMs crossing the North Pole and were targeting the West Coast, commanding that they go to DEFCON 2 and prepare launching ICBMs towards the Soviet Union.

As a fully autonomous system, Peace Walker's command authorities were located inside the Mammal Pod, unlike the other AI weapons Snake had fought. Mammal Pod's outer casing was also designed to be as strong as a nuclear bomb shelter, making his weapons ineffective. Huey then pointed out that sinking Peace Walker into the nearby lake may disrupt the sensitive electronics of the AI, since the pressure at its depths may cause water to penetrate the damaged frame. However, Miller realized it would be impossible to lift the 500 ton behemoth. Back at the ECR HQ, the members were unable to contact the President and after much frantic argument, they agreed on nuclear retaliation. Realizing that Coldman had been wrong, Snake demanded that Huey patch him through to the Pentagon.

Making contact with the Chairman, Snake ordered him to abort the retaliatory strike, telling him of the false data leak executed by the now-dead CIA Station Chief of Central America. As proof of his identity as Big Boss, Snake described to him the events of his secret debriefing by former President Johnson, following Operation Snake Eater, to which the Chairman had been in attendance as the Army Chief of Staff. Convinced of Snake's truthfulness, the Chairman told everyone that the Soviet missiles were fakes and that it was indeed Big Boss who had contacted them. However, some members remained skeptical, with one officer pulling a gun on the Chairman after he attempted to call off the retaliatory strike.

"Peace Walker" Edit
Just as all hope seemed lost, the Mammal Pod opened of its own accord, allowing Snake access to The Boss AI in order to remove all of its memory boards. However, the data uplink remained in effect. Meanwhile, the ECR Officer holding the Chairman at gunpoint declared his authority to call the nuclear strike and he did so, remarking that deterrence was nothing more than a fool's dream. At the missile base, Stranglove told Snake that Peace Walker's second AI, the Reptile Pod, must have overtaken the functions of the Mammal Pod. Snake, in desperation, tried to damage Peace Walker as much as possible, and the machine seemingly malfunctioned, then began to stand upright. The AI then began to playback The Carpenters' "Sing," which had been a hit in 1973, using the voice of The Boss herself via its speech synthesis system. Peace Walker then began to enter the lake, causing Strangelove to remark that she was trying to drown herself to stop the data transmission.

155
The missiles on NORAD HQ's radar then disappeared, and were replaced by Peace symbols. Huey deduced that, in a similar function to the human brain, Peace Walker must have used functional compensation to take over its tasks, as a result of the Mammal and Reptile Pods essentially acting as one. Strangelove wondered if her memories remained in her through the song. Huey then mentioned that it was not thinking clearly, and was instead using its heart. Miller then stated that The Boss's innocence had been proven, and requested for Snake to listen to her song. Strangelove then realized and understood why The Boss had done what she did ten years ago: when she went into space as part of the Mercury Project, she saw a beauty other than war. She put down her gun and instead chose to sing. They would all hear her singing, and she sacrificed everything to have her will live on. She couldn't achieve it, but she still sang, hoping for the illusion called peace that could not be found. Snake, after mirroring his salute ten years ago at The Boss's grave, then removed his bandana, where it was lost to the wind.

Afterwards Snake held a brief conversation with Kaz in which he declared that he had again found himself and wished to live his life differently from that of The Boss. He felt that she had betrayed him and everything she did as a soldier by lowering her gun and surrendering her life merely for her country. Snake finally requested that he be known as "Big Boss" from then on.

"Outer Heaven" Edit
"Zero Allies" Edit
After the events in Costa Rica and Nicaragua, Paz was evicted from her school dorm, since her scholarship had come from Zadornov, so Snake allowed her to stay at Mother Base to help out. Since Coldman's death left Strangelove without a job, Snake also accepted her and she began working on the Militaires Sans Frontières's own AI weapon, called Metal Gear ZEKE, alongside Huey. The mech was later armed with Peace Walker's nuclear warhead, which was recovered from the bottom of Lago Cocibolca, in order to provide a nuclear deterrent for the expanded Mother Base. Zadornov also escaped his cell several times, forcing the MSF to find and recapture him. On the last time, Snake found him at the shooting range and killed him in self-defense after Zadornov tried to gun him down. Dying, Zadornov then launched his prosthetic hand at Snake, revealed to be a rocket-powered projectile, after mentioning that his work was done, though he again missed his target. Snake was suspicious because Zadornov's numerous escapes pointed to an inside job. Kaz alerted him about ZEKE suddenly moving out of its hangar and rising to the surface of Mother Base.

Snake arrived on Mother Base's deck to discover that Paz was manually operating the ZEKE unit. Miller was
156
unable to shut it down remotely, with Paz revealing that she had made modifications to ZEKE while Zadornov had diverted their attention with his multiple escape attempts. She then announced that she was taking it back to "their" leaders, Cipher, and that her real name was Pacifica Ocean. Her portrayal as an ambassador of peace had simply been an elaborate ruse, and that the real Peace Walker Project would soon be fulfilled. Pacifica accused Snake of having taken the wrong path, regarding his parting ways with his former FOX commander and friend Zero two years earlier. The two men had been unable to come to terms with their sorrow over The Boss's death, so they had each decided to carry on the will of their hero. However, they could not agree what that will was, so they had split up and become bitter enemies. Pacifica then demanded that Snake follow the will of Cipher.
With the Cold War nearing an end, the age of electronic intelligence would come to the fore, and Cipher planned to unite the various agencies of the intelligence community under a single will. Cipher would then gather information with the intent of guiding the world and its people's minds, while the populace remained blissfully unaware. Ultimate control would provide the illusion of peace, and a "world without borders" would arise, accomplishing what The Boss had apparently long sought for. By obeying Cipher, the Militaires Sans Frontières would act as a deterrent against forces that would threaten the development of this new world order, distracting the old order's eyes with Snake's charisma and military prowess.

Garantindo a Snake que ele teria controle dos MSF e de ZEKE, Pacifica agradece por ele aceitar a oferta de Cipher. Snake nega her accusation that he was afraid to abandon his life's calling, as The Boss had supposedly done, and refused the proposal. Rescinding the offer, Pacifica then sought to launch a nuclear strike at the U.S. East Coast, then frame the MSF as an extremist cult. Snake took on and destroyed ZEKE, but before it was destroyed, Paz warned of Snake becoming an international criminal in the decades ahead. ZEKE then exploded and Paz was thrown by the force of the explosion into the ocean. Big Boss can only express remorse at having to fight Paz. The remains of ZEKE were later salvaged, with Strangelove remarking that the AI has a backup copy. Strangelove and Huey also began to have a better understanding of each other.

Poucas horas após a destruição de ZEKE, Kaz admitiu saber da real identidade de Paz e suas intenções, assim como sabia de antemão que Cipher era Major Zero, que articulou toda a trama e provocou indiretamente a expansão dos MSF. Apesar de Snake estar bravo com ele, Kaz explicou que os MSF iniciaram uma nova tendência em operações militares com suas ações na Costa Rica, e previram que o fim da Guerra Fria daria origem a vários conflitos regionais onde os MSF poderiam agir.

Já que as capacidades dos MSF repercutiram no equilíbrio militar mundial, Snake avisou que certas forças tentariam derrubá-los, então deveriam continuar agindo fora da sociedade.

Em um aviso posterior, Snake avisa á toda sua tropa que seu grupo serviria a qualquer um independente de nação ou ideologia, e eles logo construiriam uma nação para eles mesmos, chamada Outer Heaven.

A organização falhou em em fazer Snake se unir a Cipher, assim como em não dominar o ZEKE e os MSF, então tentou um novo plano para destruir os MSF e Snake como vingança. Snake e Kaz descobriram posteriormente que Paz sobreviveu á batalha e foi capturada por Cipher pelos XOF (que nesse momento era aliado a eles) no Camp Omega em Cuba, para que o resgate dela fosse levar até Cipher.


Última edição por Antonio Neto em Qua 09 Dez 2015, 18:37, editado 5 vez(es)

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
Bom tópico, Neto. Alias, excelente.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
@Guitto escreveu:
Bom tópico, Neto. Alias, excelente.


valeu fera

peço encarecidamente que quem leu diga o que ficou obscuro, confuso ou incompleto.

a intenção é deixar a saga o mais clara o possível.

aos poucos vou adicionando conteúdo pra galera jogar TPP sussa.

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
Eu ainda não li tudo. Mas até o momento está de boa. Assim que ler, passo o feedback.

______________________ Assinatura ______________________

Panela dos sulistas.




"The people who speak about the “next generation” are people who don’t know games" - Hiroshi Yamauchi

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
Postando para acompanhar o tópico.

Belo tópico, parabéns pela iniciativa.
Uma das melhores series que ainda jogo .

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
to terminando o mg2, depois falta os portateis e o 4, que na verdade vai ser rápido.

meodeos, o MGS1 é quase um plagio do MG2.

galera pede remake dos antigoes, é perigoso se decepcionar quando perceber isso rs

______________________ Assinatura ______________________

Intel Core i7-7700K Kaby Lake 4.2GHz (4.5GHz Max Turbo) Cache 8MB
GTX 1080 G1 GAMING 8GB GDDR5X 256BIT
Crucial Ballistix Sport 2x8GB DDR4 2666 Mhz
MSI B250 PCI MATE
SSD Kingston A400 240GB + HDD WD Blue WD10EZEX 1TB
WaterCooler CoolerMaster Seidon 120V 120mm
Cooler Master RS-850-SPM2 Silent Pro M2 850W

LIVE: NetoKosovo
PSN: my.playstation.com/netokosovo
STEAM: http://steamcommunity.com/id/netokosovo

descriptionRe: reservado (conteúdo já postado sujeito a alterações)

more_horiz
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum