RETRO GAMES BRASILConectar-se

Compartilhe

descriptionJoJo's Bizarre Adventure [+JoJo's Venture] [+Fichas] [+Referências aos Mangás] [+Curiosidades]

more_horiz

JoJo's Bizarre Adventure (Capcom, CPS-III) - Lançado originalmente nos arcades em 2 de Dezembro de 1998, teve sua primeira versão entitulada "Jojo's Venture", mas em 13 de Setembro de 1999 ganhou uma versão melhorada entitulada de "JoJo's Bizarre Adventure: Heritage for the Future" que foi o 6º e último jogo jogo lançado na placa CPS-III. O desenvolvimento do jogo ficou à cargo do mesmo time responsável pelos 3 jogos de Street Fighter III.

Para quem não conhece, Jojo's Bizarre Adventure é baseado em um mangá de mesmo nome do autor Hirohiko Araki. Ele foi consultor no jogo e criou artwork exclusivas para promover o jogo e também a capa; tendo como mais notável a inserção do personagem Midler, que era mostrado vagamente no mangá mas a Capcom mostrou um certo interesse em adiciona-lo ao jogo.


Gráficos:

A Capcom usou uma marca registrada sua de gráficos inspirados em anime, como também foi visto na série Darkstalkers, mas com os personagens e eventos criados por Hirohiko Araki, resultando em um gráfico bastante estilizado e com bastante sprites de animação. A técnica usada aqui é bastante diferente da vista em Street Fighter III, que mais parecia uma pintura viva, mas sim foram usadas bastantes cores e movimentos nos cenários dando a impressão de você estar jogando um anime de verdade.

História:

O roteiro segue as aventuras do adolescente japonês Jotaro Kujo, que depois de desenvolver habilidades sobrenaturais bizarras conhecidas como "Stand" e aprendendo através de seu avô Joseph Joestar da sua relação com a sua linhagem e sua família ancestral, o vampiro Dio Brando, ele então embarca em uma jordana para derrotar Dio e salvar a sua mãe, cuja vida foi ameaçada e ela não tem poder o suficiente para controlar o seu Stand.

Os eventos e personagens do jogo são baseados no mangá da série, porém contradizem a representação da história na adaptação em OVA, então o jogo deve ser considerado unicamente como uma adaptação do mangá e não da animação.


Personagens


Jotaro Kujo
O personagem principal de ambos JoJo's (e da terceira parte do mangá), Jotaro é o protagonista fortão que não fala muito a não ser que isso vá faze-lo parecer legal. Em ambos os jogos, ele está em uma jornada para matar Dio, antes que o Stand de Dio acabe matando a sua mãe, Holly.


Jean Pierre Polnareff
Cavalheiresco e galã francês, Polnareff se junta a Jotaro e o resto dos cruzados Stardust para achar o homem que matou a sua irmã. Ele vem com um penteado a la Vanilla Ice, que também serviu de inspiração para o personagem da SNK Benimaru Nikaido.


Joseph Joester
O líder da segunda parte do mangá, Joseph Joestar é o avô de Jotaro e auxilia-o em sua jornada para salvar sua filha. Ele tem vários diálogos hilários e uma mão artificial.


Noriaki Kakyoin
Um quieto e pouco introvertido personagem que entrou em contato com Dio e foi feito seu escravo depois de descobrir seus poderes Stand. Resgatado por Jotaro, ele também parte a caça de Dio para superar os seus medos.


Midler
Uma servante de Dio, cativada pelo seu charme. Ela é enviada para matar Jotaro com o seu Stand "High Priestess" que assimila objetos metálicos para atacar o inimigo.


Iggy
Um cachorro que curte um chiclete sabor café que vivia nas ruas de New York. Seu Stand é "The Fool", cujo ataque principal é jogar areia nos inimigos.


Mohammed Abdul (Avdol)
Um cartomante e amigo íntimo de Joseph Joestar. Junto com o mesmo, Abdul educa Jotaro em seus poderes Stand. O seu é um Mágico Vermelho, que ataca com fogo.


Devo the Cursed (D’Bo)
Devo é um serial killer que mata suas vimitas através de maldições. Ele também tem a habilidade de usar magia nativa americana. Seu Stand é o "Ebony Devil" que é um boneco psicotico que lembra o Chucky.


Alessi (Alessy)
Alessi é um apavorante e bizarro manejador de Stand que Dio contrata para matar Jotaro e compania. Seu Stand é o "Sethan" que transforma o seu oponente em uma criança. Ele sempre procura enfrentar inimigos mais fracos do que ele, já que ele tem um desejo doentio de brincar com eles sabendo que não pode perder nunca.


Chaka (Chaca)
Um jovem inocente fazendeiro, Chaka encontra acidentalmente e empunha a espada Anubis, que leva-o a ser controlado pelo seu Stand. Ele agora procura por inimigos para matar, fazendo tudo o que Anubis manda.


Dio
O principal vilão em ambos os jogos e das partes 1 e 3 do mangá, Dio tem o objetivo em vida de virar o ser mais forte em existência. Depois de colocar uma máscara de pedra na primeira parte do mangá, ele se tornou um vampiro apenas para que seus planos de dominação mundial serem frustados pelo JoJo original, Jonathan. Agora, 100 anos depois, ele retorna para tentar dominar o mundo. Mas primeiro, ele tem que resolver a sua vingança com os Joestars.


Mariah
Uma das muitas femme fatales em JoJo, Mariah é servente de Dio, assim como ela foi completamente seduzida pelo mesmo (assim como todas as outras pessoas). O seu Stand é "Bast", que atira descargas magnéticas nos inimigos, enquanto ela ataca atirando pedaços de metal nos inimigos.


Petshop
O porteiro do castelo de Dio, Petshop é um gigante e selvagem pássaro que gosta de caçar presas de todos os tempos. Seu Stand é o "Horus", que ataca com pedaços de gelo pontiagudos.


Black Polnareff
Este é Polnareff quando ele pega acidentalmente a espada de Anubis, que o deixa ser controlado temporariamente pelo Stand. Ele tem ambos os golpes dele e de Silver Chariot, seu Stand original, além dos golpes de Anubis, fazendo dele um espadachim de duas espadas agora.


Hol Horse
Um cowboy mulherengo que é contratado por Dio junto com seu parceiro J Geil para acabar com Jotaro & CIA. Seu Stand, "The Emperor", é uma arma que ele pode controlar a direção dos tiros.


Vanilla Ice
Braço direito de Dio, Vanilla Ice interromperá tudo o que estiver fazendo para ajudar Dio. Não importa aonde seu mestre tenha sido dimafado ou insultado, ele entra em um modo de fúria. Ele está disposto até a arrancar a própria cabeça fora pelo Dio. Ele também foi transformado em um vampiro. Seu Stand é o "Cream", que se transforma em um buraco negro que consome o espaço e o tempo.

Jogabilidade:

O jogo usa um layout simplificado de apenas 4 botões, consistindo em 3 de ataque (fraco, médio e forte) e o botão do Stand, que liga e desliga o Stand do personagem. Lutando com o seu Stand ligado, faz com que ambos ataque e defesa do personagem aumentem além de algumas outras pequenas habilidades como pulo duplo, absorver life quando estiver defendendo, golpes especiais mais fortes, etc. Tudo depende do personagem e do seu Stand.

1.4 - Stand Mode:

A maioria das novidades no jogo derivam do Stand. Por exemplo: atacando a manifestação física do Stand do adversário irá causar danos à ambos, e isso é um elemento crucial da estratégia do jogo, já que a maioria dos golpes especiais e ataques mandam o Stand para longe do seu usuário, adicionando a dificuldade de proteger ambos ao mesmo tempo.

Além das barras de life e power, há uma terceira chamada apenas de "Stand", que diminui quando o Stand é atingido e enche novamente quando o meso é desligado. Quando a barra de esvazia completamente, é causado um "Stand Break" e o personagem fica paralizado e com a defesa aberta para ser atacado por um instante.

Uma das possibilidades com o Stand é a de poder chama-lo apenas para um ataque rápido, a possibilidade de "programar" ataques antes de solta-los no inimigo e também "soltar" o Stand em um ataque direto ao inimigo. Alguns dos personagens não tem um stand "ativo", entretanto, em modo passivo eles são mais complexos e tem mecânicas mais específicas de ataque.

O Stand cria uma grande diferença entre os personagens, obrigando os mesmos a mudar sua tática ofensiva para conseguir ataca-los; essa caracteristica de "dependencia de outro personagem" estaria presente em outros jogos de luta no futuro, como as últimas entradas da série Guilty Gear, que coincidentemente, também tem várias referências ao gênero do Rock.

2.4 - Estágios de Bônus e Batalhas Especiais

Durante o jogo, se certos critérios forem cumpridos, o jogador irá participar de estágios especiais e enfrentar oponentes secretos que retêm certos capítulos do mangá que são mais complicados de se traduzir como lutas normais no modo história. Um desses eventos especiais é uma sequencia em sidescrool que você deve superar o Stand aquático e achar o seu usuário N'Doul, ou uma batalha especial contra o Stand de Death 1C3.

3.4 - Colisões

Similar ao sistema de Guilty Gear, se certos ataques com o mesmo poder e intensidade se colidirem, uma colisão acontecerá. Isso apenas acontece com personagens de Stand ativos. É bem dificil ver essa ação acontecer, porque essa ação é bem rara de se realizar de fato.

4.4 - Punhos Ardentes

Esse é uma das características menos conhecidas do jogo, mas também a mais impressionante. É causada quando dois golpes especiais são feitos por certos personagens ao mesmo tempo e eles se colidem; o jogador então entra em um modo em que quem apertar os botões de ataque mais rápido, ganha a disputa e o oponente leva todo o dano. Isso foi visto pela primeira vez em Samurai Shodown.


Versões lançadas:

Duas versões caseiras foram produzidas. Ainda em 1999, a Capcom lançou para PlayStation uma versão baseada em Jojo's Venture mas que alguns dos personagens adicionais da segunda versão do Arcade e um modo exclusivo "Super Story Mode", que narra ainda mais eventos do mangá do que o modo história normal e há vários eventos legais com QTE e mini-games.

Já no final de 1999, o Dreamcast recebeu a sua versão que incluia os dois jogos em suas versões original e revisitadas do arcade sem o modo excluviso do PlayStation. Em 2000, recebeu uma segunda versão sob o selo "for Matching Service", um serviço da Capcom exclusivo do Japão que vendia alguns de seus jogos clássicos sob encomenda dos fãs com modo online.


Algumas imagens e videos dessas versões:

PlayStation:






Dreamcast:








Curiosidades:

As versões em inglÊs de JoJo tem uma tradução bastante "interessante". Para começar, a série JoJo sempre foi conhecida por nomear seus personagens através de referências musicais. JoJo só para começar, vem uma música dos Beatles "Get Back". Entretanto, muito dos nomes não poderiam ser usados devido a direitos autorais no ocidente, então alguns nomes foram mudados. Devo virou D'Bo, Vanilla Ice virou Iced, Abdul virou Avdol, Steely Dan/Rubber Soul viraram Robber Soul e Boingo virou Voingo. A linguagem também foi maneirada, com "Kill" sendo trocado por "Destroy". A tradução em geral foi bem feita, mas tem suas peculiaridades.

Há também algumas edições gráficas nos jogos. Todos os efeitos sonoros e onomatopéias do mangá durante os ataques (exceto na batalha de Vanilla Ice) foram removidos sem serem substituidos por outros, e Jotaro fumando em sua provocação foi editado para que ele apenas vire de costas sem o cigarro. Todo o sangue também foi removido ou pintado de branco, e quando Abdul é morto, seus braços não são mais deixados para trás. A morte de Dio também foi editada de uma retaliação para um ataque fora da tela.

Essas mudanças foram aplicadas nas versões arcade e Dreamcast, enquanto as versões japonesas não contém censura. A versão PlayStation não tem sangue em nenhuma das regiões.


Legado:

Pouco se sabia sobre a série antes desses jogos lançados pela Capcom, e mesmo assim muita gente hoje em dia ainda não conhece nada sobre o mesmo. O que se sabe é que antes da Capcom tomar a iniciativa de lançar esse jogo de luta, houveram apenas 1 jogo de RPG da série lançado para Super Nintendo (esse baseado no OVA e não no mangá) e JoJo fez participação em 2 jogos especiais da Shonem Jump para o Famicom "Famicom Jump: Hero Retsuden" e "Famicom Jump II: The Strongest Seven".

Depois, a Capcom lançou um beat 'em up para PlayStation 2 no Japão em 2001, "GioGio no Kimyou na Bouken: Ougon no Kaze", que chegou a ser cotado para ser lançado na Europa e Estados Unidos sob o titulo "GioGio's Bizarre Adventure" mas foi desistido em 2003. Em 2006, foi a vez da Namco Bandai lançar um jogo da série "JoJo's Bizarre Adventure: Phantom Blood", que trazia um gênero mais de ação do que beat 'em up, que logo em seguida ganhou uma animação de 91 minutos pelo Studio APPP.

A Famitsu deu ao jogo nota 31 de 40 na época de seu lançamento e a Capcom nunca publicou quantas cópias do jogo foram vendidas. Os jogos foram baseados na parte 3 do mangá, chamada de Stardust Crusaders, que vai dos capítulos 12 ao 28 - considerada pelos fãs como a melhor parte da história.

Arcade Flyers:







Cover Arts:






descriptionRe: JoJo's Bizarre Adventure [+JoJo's Venture] [+Fichas] [+Referências aos Mangás] [+Curiosidades]

more_horiz
Esse eu joguei mais a versão de Dream!

descriptionRe: JoJo's Bizarre Adventure [+JoJo's Venture] [+Fichas] [+Referências aos Mangás] [+Curiosidades]

more_horiz
jogo curioso... e só por curiosidade, esses "stands" inspiraram a série Persona da Atlus

descriptionRe: JoJo's Bizarre Adventure [+JoJo's Venture] [+Fichas] [+Referências aos Mangás] [+Curiosidades]

more_horiz
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum